Com o watchOS 6 poderás remover apps nativas do teu Apple Watch

Carlos Oliveira
Comentar

O watchOS 6 só chegará oficialmente ao mercado no outono, mas as suas novidades já começam a fazer notícias. A mais recente diz-nos que, a partir desta versão, passará a ser possível remover aplicações que venham instaladas de fábrica no Apple Watch.

Significa isto que passará a ser possível remover aplicações como o Alarme, Cronometro, Câmara Remota, Rádio, ECG e outras. Ainda assim, algumas apps mais cruciais como as Mensagens ou Frequência Cardíaca, não fazem parte desta lista.

As aplicações podem agora ser removidas a partir do teu Apple Watch

Com a chegada do watchOS 6, poderás remover quase qualquer aplicação diretamente no teu Apple Watch. Para isso, basta pressionares prolongadamente a app que queres remover e carregar no "X".

Se um dia mais tarde te arrependeres de teres desinstalado uma determinada aplicação, poderás sempre voltar a instalá-la. Para isso, basta recorreres a App Store e descarregares a aplicação que bem entenderes.

Com o watch OS 6 poderás ter menos apps inúteis no teu Apple Watch

Tal como acontece com os smartphones, também o Apple Watch vem com um leque de aplicações instaladas por defeito. Muitas delas são inúteis para alguns utilizadores e estão meramente a ocupar espaço na memória interna do smartwatch.

Hoje em dia já é possível remover algumas dessas aplicações, desde que tenham uma app companheira instalada no teu iPhone. Por conseguinte, quando as eliminas no teu smartphone elas desaparecem também do teu smartwatch.

O mesmo acontecia para aplicações que tenham sido descarregadas da App Store. Uma vez que deixássemos de usar uma determinada aplicação, era possível removê-la do nosso smartwatch.

Com a introdução desta novidade no watchOS 6, passarás a poder remover quase qualquer aplicação presente no teu Apple Watch. Mesmo que esta não tenha uma app companheira no teu iPhone ou tenha sido descarregada, por ti, da App Store.

Comentar
Carlos Oliveira
Carlos Oliveira
Tendo já passado por várias casas, a 4gnews é aquela que me segura desde 2015. Com um desejo insaciável de me manter atualizado tecnologicamente, a partilha desse conhecimento é apenas o seguimento natural das coisas.