Home Gadgets

Cientistas tornam possível fazer teste ao HIV através de dispositivo USB

hiv-usb-tester

A tecnologia tem evoluído a uma velocidade simplesmente louca e, felizmente, uma das vertentes aplicáveis da tecnologia é a medicina. Nesse sentido, o HIV poderá ser, muito em breve, tratado e controlado de uma forma mais rápida, cómoda e menos dolorosa.

Graças a um grupo de cientistas do Imperial College London, a medicina sofreu mais uma benção tecnológica, uma vez que desenvolveram um mecanismo que permite detetar as células do vírus HIV na corrente sanguínea e cria um sinal que poderá ser lido através de um computador ou um outro gadget portátil. Este pequeno dispositivo USB, medindo a quantidade de vírus que se encontra na corrente sanguínea de cada paciente, torna mais rápidos e cómodos os resultados destes testes que se mostram essenciais no combate e controlo deste vírus tão mortal.

   

Vê também: Porque é que os computadores estão cada vez mais caros?dr

O dispositivo USB não só é bastante preciso mas também bem rápido. Na verdade, durante a fase de testes mais recentes deste dispositivo, o tempo médio para obter um resultado foi de 20 minutos tendo, em mais de 1000 amostras, uma precisão de 95%. Sem dúvida que este tipo de dispositivos (logicamente descartáveis, ou parte deles) serão, sem dúvida, uma mais valia quando estiverem efectivamente a ser utilizados.

Pessoalmente, fico feliz com o facto da tecnologia estar a evoluir de dia para dia mas não só ser no aumento de RAM ou megapíxeis dos smartphones, mas também de uma forma que possa ser aplicada para aumentar a nossa qualidade de vida como neste caso referido ou, como também já é possível em portugal, medir o nível de diabetes sem que seja preciso haver uma picada.

Talvez queiras ver:

Huawei P9 chega às 9 Milhões de unidades vendidas

Xiaomi Piston 3 Pro: Os novos earphones da Xiaomi custam 22$

OnePlus 3T: As 5 novidades que o tornarão superior ao OnePlus 3

Smartphones com grande desconto neste momento

Viaengadget
FonteImperial College London
Estudante de Direito e amante de tecnologia. Tudo o que é inovador na vida atrai-me (menos comida muito "fora do normal"). No meio tecnológico, aprecio particularmente smartphones, computadores e automóveis. Integrar a equipa da 4gnews começou por ser um desafio pessoal e agora é um orgulho coletivo.