CEO da Xiaomi diz que "vale a pena esperar pelo Mi Mix 4"

Filipe Alves
2 comentários

O Xiaomi Mi Mix 4 ainda vai demorar uns meses para chegar ao mercado, porém, o CEO, Lei Jun, da marca já afirmou que vale a pena esperar. Como é habitual, o executivo da marca está bastante ativo no seu perfil da rede social Weibo.

Depois de publicar um texto sobre a sua gama de smartphones, Lei Jun foi questionado pelo Xiaomi Mi Mix 4. Afinal de contas está a demorar mais do que o normal. A resposta foi simples "vale a pena esperar".

Xiaomi Mi Mix 3

O que esperar do Xiaomi Mi Mix 4

  • Abdique do sistema slider
  • Ecrã quase sem margens
  • Corte no ecrã para a câmara frontal ou pop-up
  • 3 câmaras traseiras
  • Sensor biométrico no ecrã
  • Processador topo de gama Qualcomm Snapdragon 855
  • Até 16GB de memória RAM (rumores ousados)
  • Construção em vidro
  • Carregamento 100W super rápido

Espera-se que este Xiaomi Mi Mix 4 venha a ser uma das maiores evoluções da Xiaomi. O Mi Mix 3 foi o primeiro a trazer o sistema slider, contudo, não se espera que o próximo modelo conte com tal característica.

Xiaomi Mi Mix 3 5G atrasou o lançamento do Mi Mix 4

Com o lançamento do modelo 5G do Mi Mix 3, o Mix 4 atrasou ligeiramente. Pessoalmente acredito que essa tenha sido uma boa aposta. O modelo tinha novas variantes todos os 6 meses e estava longe de ser o ritual de atualização mais desejado pelos fãs da marca que rapidamente viam o seu topo de gama a desvalorizar.

Lançamento do smartphone deverá ficar para setembro/outubro

Se já estás a fazer a conta de quanto tempo vais ter de esperar não desesperes. O novo Mi Mix 4 deverá chegar ao mercado em setembro ou outubro. Estas previsões estão a ser vistas mediante os lançamentos anteriores. Com o lançamento das novas gamas CC9 e Mi 9T, o Mi Mix 4 terá de esperar que estas rentabilizem o suficiente para que a próxima remessa de smartphones seja lançado.

Editores 4gnews recomendam:

2 comentários
Filipe Alves
Filipe Alves
Fundador do projeto 4gnews e desde cedo apaixonado pela tecnologia. A trabalhar na área desde 2009 com passagens pela MEO, Fnac e CarphoneWarehouse (UK). Foi aí que ganhou a experiência que necessitava para entender as necessidades tecnológicas dos utilizadores.