Broadcom oficializa a oferta de compra sobre a Qualcomm

Carlos Oliveira
Broadcom Qualcomm
Broadcom vai avançar com a compra da Qualcomm

Durante este fim de semana noticiamos aqui, na 4gnews, que a americana Broadcom preparava-se para comprar a sua conterrânea Qualcomm. Na altura tudo não passava de um rumor mas as fontes davam a entender que o negócio da aquisição pudesse ser oficializado dentro em breve.

Vê ainda: Queres um Apple iPhone X Plus? Talvez para o próximo ano!

Pois bem, esses rumores acabaram mesmo por se concretizar e, hoje de manhã, a Broadcom deu a conhecer os detalhes da sua proposta de aquisição sobre a Qualcomm. Os valores envolvidos acendem aos 130 mil milhões de dólares, o que representa um total de 70 dólares por cada ação da produtora dos processadores Snapdragon.

Tal como havia referido na primeira notícia, ambas as empresas operam no mesmo setor de mercado. Sim, a Broadcom é também uma empresa de semicondutores, porém, com uma presença no mercado bem mais alargada que a Qualcomm.

Enquanto a Qualcomm se dedica apenas ao desenvolvimento de processadores e modems para smartphones, a Broadcom desenvolve placas de rede, placas de rede sem fios, processadores, chips de Bluetooth e muito mais.

Segue-se agora o processo de análise do processo de aquisição da Broadcom sobre a Qualcomm

Mas como vês, a presença da Broadcom no setor das telecomunicações móveis é ainda muito envergonhada. Com a aquisição da produtora dos processadores Snapdragon, ela resolve esta lacuna no seu portefólio de ofertas.

Caso este negócio venha a confirmar-se, a Broadcom tornar-se-á assim na terceira maior empresa produtora de processadores do mundo, atrás da Intel e da Samsung. Caso assim seja, este será o maior negócio alguma vez realizado neste setor.

De relembrar que a Qualcomm encontra-se neste momento a braços com vários processos judicias com a Apple. São várias as acusações da empresa de Cupertino, nomeadamente pela inflação do preço das patentes e royalties.

A Qualcomm encontra-se também em processo de aquisição da empresa NXP, também ela produtora de semicondutores. Este negócio ainda não se encontra fechado, mas a Broadcom já fez saber que o seu desfecho não será influenciador para a sua aquisição da Qualcomm.

Agora que o negócio foi oficializado, seguem-se os trâmites legais para a conclusão do mesmo. A proposta terá ainda de ser analisada pelos reguladores do mercado, decisão essa que ainda pode demorar vários meses a ser tomada.

Outros assuntos relevantes:

HMD Global lança a primeira loja oficial da Nokia na Europa

Xiaomi prepara-se para bater um novo recorde de smartphones vendidos

Google Assistant já está disponível em dois novos idiomas europeus

Carlos Oliveira
Carlos Oliveira
Tendo já passado por várias casas, a 4gnews é aquela que me segura desde 2015. Com um desejo insaciável de me manter atualizado tecnologicamente, a partilha desse conhecimento é apenas o seguimento natural das coisas.