Tegra-K1

Nvidia Tegra K1 Soc foi um dos maiores anúncios de hardware da CES deste ano, e graças a Hardware de Tom já temos uma ideia do seu nível de desempenho, que é bastante bom.

Como um lembrete rápido, o Tegra K1 possui um CPU quad-core Cortex A15 e 192 núcleos de GPU baseados na gama premium da Nvidia Kepler de GPUs desktop. Um dos primeiros produtos para caracterizar o Tegra K1 também foi  na CES de 2014, o Lenovo ThinkVision 28, que é o dispositivo que está sendo usado para esses benchmarks. O ThinkVision é uma resolução 4K (3840 × 2160) num monitor LCD de 28”.

   

As casas de exibição de um Tegra K1 podem ser: clock de 2Ghz, 2GB DDR3 RAM, 32 GB de armazenamento, um slot microSD, 3 portas USB 3.0, uma porta USB 2.0, alti-falantes, microfone, webcam, 3 portas HDMI, e uma gama de opções de conectividade, incluindo Wi-Fi e Bluetooth.

Montámos uma coleção de resultados de benchmark, colocando os principais concorrentes uns contra os outros. O primeiro desafio vem da maior fabricante de chips do Android, da Qualcomm Snapdragon 800 como encontrado no Nexus 5. Também há o chip A7 do iPhone 5S da Apple, e um Tegra 4 EVGA Note 7(nvidia tegra 4).

O primeiro teste foi realizando utilizando 3DMark, que salienta o GPU.

Tegra-K1-3DMark-benchmark

 

O Tegra K1 vem claramente no topo neste teste, produzindo um impressionante 25% de ganho de desempenho em relação aos seus rivais no departamento gráfico. O teste CPU produz um resultado muito mais perto dos outros chips, mas é de se esperar que o K1 seja melhor, visto ser baseado na concepção dos mais velhos Tegra 4 CPU.

 

Agora, um teste onde está o Tegra K1 Kepler GPU e que deve realmente brilhar, GFX Bench v2.7

2

No teste fora da tela, realizado em 1920 × 1080, do K1 Kepler GPU limpa o chão com a oposição, quase dobrando o desempenho da GPU do impressionante chip A7 da Apple. Os teste na tela podem aparecer para mostrar um resultado ruim para o K1, mas lembre-se de que o visor do Lenovo tem uma resolução Ultra HD de 2160p, enquanto os outros dispositivos são 1080p ou menos. A prestação 4K está fora de circulação na maioria das GPUs de desktop’s.
O K1, ou qualquer outro GPU para smartphone, não tem a menor chance de retirar uma taxa de quadros decente.

O Tegra K1 supera a atual geração de processadores de smartphones por uma margem decente, pelo menos no departamento gráfico. Claro que a verdadeira competição começa quando podemos comparar o K1 para o novo Snapdragon 805.

Mesmo que este seja um desempenho impressionante, a Nvidia tem uma história para  mostrar… uma promessa com os seus novos chips, apenas para atrasar os produtos reais, enquanto está a ser ultrapassado por outros fabricantes. O Tegra 3 e 4 estavam ambos atrás da concorrência no momento em que, na verdade, chegaram os consumidores. Também não esquecer o atraso na introdução de LTE (Tegra 4i) que deixou os processadores indesejáveis para os smartphones topo de linha.

O K1 parece ser um grande pedaço de tecnologia no papel, mas por enquanto eu vou deixar a tecnologia avançar um bocadinho mais para no futuro comprar uma coisita mais ”barata” e possivelmente mais em conta.

E vocês, o que acham que vem para 2014? Telas flexiveis com resolução 4k? Processadores Octa-Cores com 3gb de ram? Deixem as vossas opiniões nos comentários.

Fundador do projeto 4gnews, sempre olhei para a tecnologia como um pedaço de nós. Desde cedo ligado ao mundo tecnológico, este é literalmente o meu trabalho de sonho. Amante de vinho e apaixonado pelo meu Vit. Guimarães, acredito ainda que todas as nossas acções são o gatilho para o nosso futuro.