ATENÇÃO: aplicação com 40 milhões de instalações na Google Play Store tem malware!

Filipe Alves
Comentar

A aplicação chama-se "ai.type" e é um simples teclado para o teu Android. A aplicação corria um malware que utiliza informações dos clientes para fornecer a terceiros e ainda clicava em publicidade sem que desses por isso.

Ou seja, a aplicação corria de forma "secreta" publicidades e cliques nas mesmas de forma a ganhar mais dinheiro. Segundo as informações da Upstream foram mais de 16 milhões de euros em lucro. Um valor que nos deixa a pensar.

Apps Google Play Store Malware

Aplicação foi fortemente instalada no Brasil

Portugal não está na lista dos países que mais instalarem esta aplicação, contudo, o Brasil está. Desses 40 milhões de downloads na Google Play Store o Brasil e Egito são dos países com mais destaque nos downloads da aplicação.

A preocupação é real. Não só a aplicação te dava publicidade "escondida" como também subscrevia os utilizadores em serviços Premium sem o conhecimento dos mesmos. Ou seja, é possível que a aplicação tivesse ganho conhecimento de algum tipo de detalhes financeiros do utilizador.

Google Play Store tem de resolver o problema das Apps com malware

É importante referir que a aplicação já foi retirada da Play Stopre mas que não sai do teu smartphone até que a desinstales. A Google, mais concretamente o departamento responsável pela Google Play Store, tem de arranjar uma forma de resolver este tipo de problemas.

Acredito que esta situação seja facilmente resolvida se uma aplicação antes de cair na loja de Apps fosse analisada de forma humana e com cuidado. O mesmo que acontece no iPhone.

Já no sistema Android esse fator não existe. Depois temos este tipo de artigos que nos leva a questionar a preocupação da Google face a segurança e privacidade dos seus utilizadores.

Comentar
Filipe Alves
Filipe Alves
Fundador do projeto 4gnews e desde cedo apaixonado pela tecnologia. A trabalhar na área desde 2009 com passagens pela MEO, Fnac e CarphoneWarehouse (UK). Foi aí que ganhou a experiência que necessitava para entender as necessidades tecnológicas dos utilizadores.