iPhone6s-Hand-SafariQuickAction-PR-PRINT1Já há muito que a Apple dá especial atenção à segurança e privacidade dos seus utilizadores mas só recentemente é que começou a utilizar isso como estratégia de marketing ao dar a entender que se queres manter os teus dados pessoais o mais protegidos possíveis então o melhor é investires em equipamentos da Apple.

Esta arrojada afirmação acarreta custos, isto é, para se manter fiel à sua palavra a Apple, sempre que lança uma nova funcionalidade que necessita de pegar na informação do teu smartphone e envia-la para outro lado (iCloud), tem que examinar vezes sem conta os caminhos que a tua informação pessoal percorrerá para garantir a sua segurança em todo o percurso.

   

A título de exemplo temos a assistente virtual Siri que agora não precisa de estar ligada à corrente para estar activa. Isto é muito bonito mas um smartphone que está sempre à escuta levanta suspeitas sobre o destino de toda esta informação. Será que alguém pode estar a ouvir tudo o que se passa na minha vida? E as novas “Live Photos” ou fotos animadas, fotografias normais com audio e movimento incluídos? Mais uma preocupação!

A Apple já se pronunciou quanto a algumas destas preocupações e juntamente com o que várias fontes foram investigando e reunindo sobre as novas funcionalidades do iPhone 6s e iPhone 6s Plus, conseguimos responder às vossas perguntas.

Vê também: O iPhone 6s tem uma bateria mais pequena do que o iPhone 6, sabes porquê?

A omnipresente Siri

Se até agora a Siri só estava activa continuamente quanto tinhas o teu iPhone a carregar, nesta nova geração de iPhone 6s e iPhone 6s Plus bastará dizeres a frase “Hi Siri”, à semelhança do “Olá Moto X” para que a assistente virtual desperte e te responda mas claro que isto levanta algumas preocupações. Se a Siri está sempre à escuta, quem é o cérebro da Siri, quem poderá estar também à escuta e será que a tua vida pode estar a ser gravada algures?

Esta funcionalidade, a Siri sempre activa, será opcional e faz parte do novo iOS 9. Assim que receberes esta actualização poderás, ou não, activa-la, isso ficará ao teu critério mas caso o faças, nada será gravado nem a Siri estará à escuta até que escolhas activar esta funcionalidade.

“Sob circunstância alguma o teu dispositivo gravará alguma coisa que  digas ou  enviará essa informação para a Apple antes de activares essa funcionalidade”- de acordo com as afirmações da marca.

 Tal como o Moto Voice, esta nova funcionalidade utilizará o microfone dos iPhone 6s e iPhone 6s Plus para comprar a informação recebida com a frase-chave previamente definida pelo utilizador. Comparando o padrão de voz da frase-chave com aquilo que ouve, para que apenas a tua voz possa activar a tua Siri por engano.

Portanto, até que o teu smartphone estabeleça essa correspondência, nenhuma informação sai do teu iPhone 6s e iPhone 6s Plus, todo este processamento e escuta acontece apenas no teu dispositivo.

Além disso, toda esta informação de áudio será usada para melhorar a resposta da Siri aos teus comandos de voz, a tua assistente terá a capacidade de aprender contigo. O espaço de armazenamento destas gravações de voz é limitado e será reutilizado apagando informações inúteis e voltando a escrever por cima dos dados antigos. Não correrás o risco de encher o teu iPhone 6s e iPhone 6s Plus com gravações de voz.

Vê ainda: As novidades do Apple iPhone 6s Plus, a mesma aparência com muito mais potência!iPhone6s-RoseGold-BackFront-HeroFish-PR-PRINT

E depois de reconhecida a frase-chave?

Ora, depois de estabelecida a correspondência é enviado para os servidores da Apple um pedido de informações utilizando um algoritmo de identificação aleatório, não é utilizada a informação do teu Apple ID ou qualquer outra meio de identificação pessoal. A informação que sai do teu iPhone 6s e iPhone 6s Plus será utilizada para melhorar o serviço da Siri já que tu escolheste utilizar os servidores da Apple para a tua pergunta ou pedido à Siri.

Além disso, caso escolhas desactivar a Siri, a Apple compromete-se a apagar toda a informação do utilizador associado ao teu perfil de utilizador deste serviço, isto de acordo as afirmações da própria marca.

Temos que nos mentalizar que para poder utilizar um serviço tão personalizado quanto a assistente virtual Siri, para que ela aprenda com os teus hábitos para te poder responder mais prontamente e com aquilo que tu procuras é preciso registar alguma desta informação sobre ti. Este é o dilema que a Apple tem em mãos, de um lado a privacidade do utilizador, do outro, a necessidade de informação pessoal para que este serviço funcione cada vez melhor. Em suma, cabe ao utilizador final a escolha entre um ou outro destes pólos aparentemente opostos.

Indo mais além, será que a Apple podia melhorar exponencialmente este serviço se o microfone do teu iPhone 6s e iPhone 6s Plus estivessem sempre a gravar informação? É claro, isso nem se pergunta, todos esses dados podiam ser utilizados pelos analistas da Apple para escrutinar as tuas preferências e proporcionar-te uma experiência com base em tudo o que passavam a conhecer da tua vida. Algo semelhante ao que a Google faz com a recolha de informações para melhorar o serviço Google Now, basta pensar nas publicidades e páginas que aparecem no teu Google Now, com base nas tuas preferências, sites que visitas, etc.

Em boa verdade, a Apple tenta utilizar o mínimo de informações possíveis sobre o utilizador, desde os dados de localização até aos sites que visitas e tudo o que isso reflecte sobre o teu estilo de vida. Além de não partilhar nenhuma dessa informação com os seus parceiros a Apple sempre fez os possíveis para respeitar a tua privacidade.

Vê também: A Data e Hora de chegada do novo iOS 9 ao teu iPhone e iPad

Vê também: Mas afinal o que é o Force Touch ou 3D Touch do iPhone 6S

As Live Photos

A câmara fotográfica dos iPhone 6s e iPhone 6s Plus passou de 8 para 12 MP, é capaz de gravar vídeo a 4K e ganhou uma nova funcionalidade, as live photos, parecem fotos normais mas ao carregar-mos nelas (graças à tecnologia 3D Touch), a foto ganha vida com som e uns segundos de movimento. Mais concretamente, 1.5 segundos de acção antes de termos tirado e foto e 1.5 segundos após termos capturado a foto.

Estas live photos são processadas como qualquer outra imagem no teu iPhone 6s e iPhone 6s Plus, portanto são encriptadas e enviadas para a tua iCloud. Até aqui tudo bem, correcto?

Ora, recapitulemos…fotos com 1.5 segundos de vídeo antes e depois de termos pressionado o botão de captura, correcto? Ora como esta funcionalidade tem que gravar um pequeno clipe de vídeo antes da foto em si, isto significa que a câmara do teu iPhone 6s e iPhone 6s Plus está sempre atenta ao que se passa assim que tu abres a câmara e o ícone laranja das live photos é visível. Segundo a Apple, esta gravação de 1.5 segundos só tem lugar quando a aplicação da câmara está aberta e nem sequer é gravada permanentemente até que tu tires a fotografia.

Portanto, a câmara está sempre a gravar quando abres a aplicação no modo live photo, nesse caso o teu iPhone 6s e iPhone 6s Plus não irá guardar esses dados até que carregues no botão para capturar a fotografia, além disso, segundo a Apple, estas gravações antes da foto não são guardadas no teu iPhone nem são enviadas para qualquer lugar na nuvem. Estes pequenos clipes são guardados numa memória temporária, caso tires uma foto serão aproveitados, caso contrário a memória será esvaziada.
Apple iphone 6slivephotos

Em suma, estas Live Photos consistem numa única imagem de 12 MP à qual juntaram dois pequenos clips de vídeo. O resultado final é agrupado pelo iOS, vemos o resultado final todo junto mas, em boa verdade, temos aqui 3 ficheiro, a imagem e dois vídeos. Isto significa que poderás enviar esta live photo como uma imagem parada convencional ou guarda-la na tua iCloud ou outro suporte físico com ou sem a animação (vídeo).

Outro ponto a ter em conta é o espaço ocupado por estas live photos que, regra geral, ocupam o espaço de duas fotos de 12 MP ou, cada foto destas ocupa o dobro do espaço de uma foto de 12 MP convencional.

Um eufemismo da Apple para nos dar a entender que os modelos de 16 GB  são praticamente obsoletos.

Em boa verdade, se até agora o modelo de 16 GB de armazenamento interno nos iPhones eram a opção mais aliciante por serem o modelo mais barato, cada vez mais o estão deixar de ser. Isto é, a menos que não queiras tirar proveito das novas funcionalidades dos iPhone 6s e iPhone 6s Plus porque, além das live photos ocuparem o dobro das imagens convencionais, a gravação de vídeo a 4K, uma resolução bem superior aos 1080p Full-HD, também ocupam muito mais espaço do teu limitado armazenamento interno.

Para não me alongar muito mais, relativamente às preocupações com a segurança dos teus dados e privacidade não precisarás de preocupar muito, já quanto ao armazenamento interno, prepara-te para gastar mais uns quantos euros/dólares/reais, a menos que não querias dar grande uso aos iPhone 6s e iPhone 6s Plus.

Talvez queiras ver: