Apple Watch necessitará de carregamento diário

Filipe Alves

A Apple anunciou o seu primeiro smartwatch na apresentação do dia 9 de Setembro, para muitos que esperavam um wearable da Apple, esta foi a melhor notícia dos últimos tempos. Para mim pessoalmente, pensava que a Apple iria marcar aquilo que era de standard num smartwatch, mas a verdade é que não o fez e este smartwatch, fica muito à quem das expectativas comparando com o LG G Watch R ou mesmo o Moto 360.

Quando a Apple apresentou o relógio não falou daquilo que mais queríamos ouvir, o preço (Embora existam rumores do valor nada oficial é sabido e falasse de 300 Euros) e quais as especificações. É à prova-de-água? Qual o tamanho da bateria?

É esta última pergunta que parece já haver uma resposta e ao que tudo indica não ser das mais agradáveis.

Aquilo que mais dou valor num smartwatch é a durabilidade da bateria e se é ou não à prova-de-água, caso não seja, ou a bateria não seja boa, fica fora das 4 linhas. Não adianta ter um bruto smartwatch se está sempre sem bateria, ou se precisar de molhar ficar com medo que seja a sua última vez. Gosto de fazer a minha vida normalmente, a tecnologia tem de acompanhar a minha vida, não o contrário.

O porta-voz da Apple Nat Kerris revelou que o Apple watch neste momento tem a bateria " suficiente para um dia".

Mas será um dia o suficiente? A Apple certamente não lançará o seu smartwatch até Fevereiro de 2015, com isso dará certamente tempo para melhorar umas coisinhas, a bateria terá de ser uma delas. Ou veremos junto com o smartwatch no pulso uma PowerBank.

Já agora, votem para qual o smartwatch que tencionam comprar AQUI.

Deixa a tua opinião nos comentários, um Like na página do Facebook e Subscreva o canal no Youtube .

Aplicação para Android 4Gnews.pt Windows Phone 4Gnews.pt 8 e 8.1

Filipe Alves
Filipe Alves
Fundador do projeto 4gnews e desde cedo apaixonado pela tecnologia. A trabalhar na área desde 2009 com passagens pela MEO, Fnac e CarphoneWarehouse (UK). Foi aí que ganhou a experiência que necessitava para entender as necessidades tecnológicas dos utilizadores.