Apple Watch 12

Desde o primeiro Pebble que sempre me vi apaixonado por wearables e a verdade é que depois de utiliza-los é difícil deixar o smartwatch de lado para utilizar um convencional. A reação de vibração já me faz por instinto olhar para o relógio. Depois do sucesso da kickstarter da Pebble, muitas outras empresas entraram ao barulho, desde Motorola, LG, Samsung e uma quantidade enorme de #chinaaopoder, começaram uma investida num projecto que poucos achavam viável.

A Apple foi uma das últimas empresas a investir nesta tecnologia, mas já se sabe que quando a Apple ataca em algo, seja caro ou barato a moda rapidamente cresce.

   

O Apple Watch não é o relógio mais acessível do mercado, podemos ainda discutir a sua beleza e autonomia, funcionalidades também podem trazer algo ao barulho, visto que o Apple Watch é bem mais que um smartwatch, mas só na primeira demanda venderam 1 milhão de unidades e embora os números estejam bem abaixo dos esperados pela própria Apple e investidores, estes são, segundo novos resultados de analistas, 75% do mercado wearable no mundo.

Vê ainda: Apple Watch provoca irritações no pulso de alguns utilizadores

A empresa de Cupertino tirou o lugar à Samsung que tomava o lugar de líder antes do aparecimento do primeiro smartwatch da maçã trincada.

Para os que não sabem eu vivo no Reino Unido e se em Portugal é raro ver um Apple Watch, aqui todos os dias vejo um no pulso de alguém, antes do relógio inteligente da Apple, com sorte via um pebble por semana.

Estes número podem ser ainda mais impressionantes se a Apple surpreender com o Apple Watch 2 e se continuar com a mesma ascenção, a empresa Americana poderá olhar para um crescimento de 457% num negócio que há dois anos não existia.

Mais uma vez indico que isto não são resultado oficiais, mas esta empresa de analistas não costuma falhar por muito e segundo a minha experiência, acredito plenamente nestes cálculos.

Talvez queiras ver:

Fundador do projeto 4gnews, sempre olhei para a tecnologia como um pedaço de nós. Desde cedo ligado ao mundo tecnológico, este é literalmente o meu trabalho de sonho. Amante de vinho e apaixonado pelo meu Vit. Guimarães, acredito ainda que todas as nossas acções são o gatilho para o nosso futuro.