Apple prepara-se para seguir o exemplo da Samsung no Apple Watch

Carlos Oliveira
Comentar

Tal como já demos a conhecer, a Samsung planeia a transição para ecrãs microLED nos seus relógios inteligentes. Essa mudança deverá ser acompanhada pela Apple, porém, a norte-americana poderá demorar um pouco mais a fazer essa transição.

A tese é levantada pelo especialista em ecrãs Ross Young. Através do seu perfil na rede social Twitter, o analista prevê que o Apple Watch mude também para ecrãs microLED, mas esses não serão fornecidos pela Samsung.

We published in our November Capex Report that LGD is building a small line for microLED backplanes for the Apple Watch. It doesn't start production till 2H'24. It is this small line that will likely assemble microLEDs from Apple for '25 launch. Apple won't do the full process.

— Ross Young (@DSCCRoss) 13 de janeiro de 2023

Apple recorrerá à LG para painéis microLED a usar futuramente no Apple Watch

Ao que tudo indica, a LG está a desenvolver uma pequena linha de produção para painéis microLED. A razão para tal são os rumores de uma provável migração do Apple Watch para este tipo de ecrãs.

Segundo o que avança Ross Young, a Apple vai adquirir esses painéis à LG. Lá se vão as teorias de que a Samsung poderia continuar como principal fornecedora de ecrãs para o Apple Watch.

Young revela ainda que a produção destes painéis só começará na segunda metade de 2024. Já a chegada ao mercado do primeiro Apple Watch Ultra com esta tecnologia só deverá acontecer em 2025.

Perante este calendário, importa relembrar que a Samsung já se encontra a trabalhar no desenvolvimento destes componentes. Ademais, o seu objetivo passa pelo iniciar da sua produção em massa até ao final de 2023.

Se tudo isto se confirmar, a Samsung poderá ser a primeira empresa tecnológica a colocar no mercado relógios inteligentes com ecrãs microLED. Poderemos assistir ao lançamento desse produto em 2024, ao passo que o primeiro Apple Watch semelhante só deve chegar em 2025.

Importa ainda relembrar um relatório de Mark Gurman a afirmar que a Apple quer depender cada vez menos da Samsung e LG. Para isso, começará a desenvolver os seus próprios ecrãs, porém, tal como Ross Young diz, ela não conseguirá fazer o trabalho todo sozinha e terá de relegar a produção em massa para uma das empresas coreanas.

Editores 4gnews recomendam:

Carlos Oliveira
Carlos Oliveira
Tendo já passado por várias casas, a 4gnews é aquela que me segura desde 2015. Com um desejo insaciável de me manter atualizado tecnologicamente, a partilha desse conhecimento é apenas o seguimento natural das coisas.