Apple pode entrar em 'guerra' de podcasts com o Spotify

Abílio Rodrigues
Comentar

Os podcasts são uma forma de entretenimento e acesso a informação cada vez mais popular e parece que as principais companhias envolvidas nos serviços de subscrição de música estão mais interessadas em investir neste segmento. Segundo o The Information a Apple estará a considerar um serviço pago de podcasts de forma a rivalizar com a oferta crescente do Spotify.

A Apple dispõe já de uma aplicação exclusivamente destinada aos podcasts, mas é possível que passe a cobrar por esses conteúdos num futuro não muito distante. Até agora a companhia nunca tentou fazer dinheiro com podcasts mas a indústria parece mostrar que há potenciais lucros nesse nicho de mercado.

Apple quer superar oferta do Spotify

A ideia seria oferecer podcasts mais premium assemelhando a sua forma de operar à estratégia do Spotify, que recentemente começou a investir de forma séria na exclusividade de alguns produtores de conteúdos.

Através da criação de um serviço pago a Apple terá mais condições para atrair os produtores para a sua plataforma, superando as ofertas de plataformas rivais.

O mercado de podcasts cresceu bastante nos últimos anos e prova disso são os 800 milhões de dólares gastos pelo Spotify para garantir a exclusividade de figuras como Joe Rogan ou a família Obama.

A tendência que se verifica neste momento é para uma segmentação do mercado de podcasts à semelhança do que acontece com séries ou filmes. Cada plataforma terá os seus conteúdos exclusivos, sendo até possível a criação de podcasts originais para cimentar o catálogo de ofertas.

Apple já começou a falar com companhias de produção

Segundo este rumor a Apple terá como intenção primária a compra de conteúdos com a possível integração de spinoffs em áudio das suas séries e filmes do Apple TV+.

O The Information avança até que a Apple está já a negociar com várias empresas de produção para a criação de um serviço de subscrição de podcasts, que pode ser mesmo vendido em conjunto com os restantes serviços da marca de Cupertino.

Muitos disseram já que a Apple assumiu uma posição diferente desde que Tim Cook tomou posse como CEO, olhando para este executivo como mais orientado para os serviços.

A verdade é que esse julgamento parece ter algum fundamento, já que sob a liderança de Cook a Apple tem multiplicado as suas ofertas de subscrição, todas elas agora disponíveis no plano Apple One.

Editores 4gnews recomendam:

  • Netflix quer oferecer experiência de som superior aos utilizadores dos Apple AirPods
  • Intel: novo CEO aponta Apple como 'alvo a abater'
  • Apple estará a preparar grandes mudanças para o iMac em 2021
Abílio Rodrigues
Abílio Rodrigues
Apaixonado por tecnologia desde que montou o seu primeiro computador, continua em fase lua-de-mel com tudo o que envolva um processador e permita umas sessões videolúdicas.