Apple iPhone SE (2018)
Suposto Apple iPhone SE (2018)

O Apple iPhone SE (2018) será, ao que parece, uma realidade. Isto é, a empresa de Cupertino não apresentará apenas três equipamentos no próximo mês de setembro.

Em vez disso, com base em vários rumores, haverá direito à oficialização de um Apple iPhone SE (2018). E bem. A empresa norte-americana prepara-se, por isso, para entrar num mercado totalmente deserto.

Vê ainda: OnePlus 6. Capas do smartphone Android confirmam ainda mais o seu design

Já é difícil encontrar smartphones de pequenas dimensões, mas estes terem um ecrã ponta-a-ponta, impossível. Ora, por essa e outras razões, Tim Cook e a sua equipa preparam-se para criar um novo produto.

De facto, uma nova imagem revelou que o mesmo não só terá o mesmo design do iPhone 5, bem como uma notch. Aliás, também terá direito aos famosos swipes do X e, por último, a uma nova câmara.

Apple iPhone SE (2018) será crucial por vários motivos…

Esta é, ao que parece, a única diferença no desenho do terminal face ao seu antecessor. Isto é, provavelmente, o smartphone terá a mesma lente do iPhone 8, mas, para isso, o círculo da câmara mudará. Mesmo assim, as diferenças são mínimas, pelo que não é isso que fará com que se compre (ou não) o terminal.

Seja como for, o Apple iPhone SE (2018) será, em todos os aspetos, muito bem-vindo ao portefólio de produtos da empresa. Em primeiro lugar, será, invariavelmente, mais económico que o X, o que é bom.

Em segundo, enquadrar-se-á num mercado totalmente por explorar, em substituição a um equipamento lançado anteriormente e sem metade da piada, passe a expressão. E, por último, permitirá que recursos como o Face ID sejam ainda mais implementados.

Consequentemente, só haverá vantagens com o lançamento do smartphone. Não tardará para que seja oficialmente apresentado. Portanto, se quiseres ficar a par de tudo aquilo que acontecer em volta deste, fica atento(a) às notícias aqui, em 4gnews.pt.

Assuntos relevantes na 4gnews:

Microsoft – Concept do Windows XP espelha como seria hoje a plataforma 

Fonte | Via