Apple: iPhone 14 Pro terá a mudança mais aguardada pelos fãs

Bruno Coelho
Comentar

Datava o ano de 2017 quando a Apple festejava o décimo aniversário do seu produto mais popular: o iPhone. Foi aí que a vimos lançar o iPhone X com um design (à data) que significava boas e salutares mudanças face à geração anterior.

Esse foi também o smartphone que estreou a controversa notch no ecrã, que alberga a câmara frontal, sensores e tecnologias como o Face ID. Esta mantém-se até aos atuais iPhone 13, embora as suas dimensões tenham sido ligeiramente reduzidas.

iPhone 14 Pro e iPhone 14 Pro Max devem chegar sem notch

Duram há vários meses os rumores de que a Apple pretende substituir a notch por outra solução nos iPhone 14. Ganham agora nova tração esses rumores, indicando que tal deve acontecer apenas nos modelos iPhone 14 Pro e iPhone 14 Pro Max.

Conceito do iPhone 14 Pro. Crédito: MacRumors
Conceito do iPhone 14 Pro. Crédito: MacRumors

Segundo o analista Ross Young, estes modelos terão um entalhe em forma de pilha para o Face ID e, separadamente, um punch-hole para a câmara frontal. Isto deve permitir melhor aproveitamento de ecrã que com a clássica notch.

Todos os iPhone 15 poderão adotar novo design

Esta fonte lança inclusivamente um calendário de quando podemos esperar estas novidades em todos os modelos. A Apple deve assim começar por implementar as mudanças nas versões Pro em 2022, e trazê-las a todos os modelos em 2023 nos iPhone 15.

É ainda referido que que esta solução pode ter ainda menores dimensões em 2023, com o avanço da tecnologia. Devemos ressalvar que a imagem partilhada no artigo é apenas um conceito baseado nos rumores, e que as versões finais podem e devem ser diferentes.

Recorde-se que a Apple pode colocar o Face ID debaixo do ecrã no futuro. Mas essa é uma funcionalidade que não deve estar pronta a tempo dos iPhone lançados em 2023, segundo esta fonte.

Editores 4gnews recomendam:

Bruno Coelho
Bruno Coelho
Vive entre a paixão pela escrita, a música e a tecnologia. Licenciou-se em Ciências da Comunicação na Universidade da Beira Interior em 2015, e fez parte da equipa que fundou o Jornal de Belmonte. Produziu vários podcasts independentes pelo caminho. Come especificações ao pequeno-almoço.