Apple - Fuga de parte do código fonte do iOS foi culpa de um estagiário

Carlos Oliveira
Apple iOS
Já se sabe como escapou parte do código do iOS da Apple

Durante esta semana ficamos a conhecer uma das maiores fugas de informação que alguma vez atingiu a Apple. Parte do código fonte do iOS - conhecido como iBoot - apareceu no GitHub, acessível a qualquer pessoa. Isto significa que qualquer um pôde ter acesso a uma das partes mais sensíveis do sistema operativo da empresa de Cupertino.

O iBoot é basicamente o programa que é iniciado mesmo antes do teu iPhone arrancar com o iOS. Ora, com a difusão deste código levanta-se uma série de questões de segurança. É através do mesmo que qualquer um pode tomar conhecimento de eventuais falhas de segurança no sistema operativo da Apple.

Vê ainda: Huawei P20. Imagens e vídeo mostram-nos o iPhone X com Android

Mas sendo a empresa de Cupertino tão preocupada com a segurança dos seus produtos, como é que tal fuga pôde acontecer? Pois bem, a resposta chega-nos agora da parte do site Motherboard. Este afirma que foi um estagiário da Apple o responsável por esta fuga de informação. Mas há mais pormenores interessantes relativos a esta história.

Ora, segundo aquilo que é hoje avançado, este "roubo" de parte do código do iOS aconteceu em 2016 por um estagiário. Este não o fez com intenções de prejudicar intencionalmente a Apple, mas sim para ajudar cinco amigos que fazem parte da comunidade de Jailbreak do iOS. Tudo para que os mesmos levassem vantagem nesta técnica de contornar as imposições da Apple.

A intenção inicial era que este código nunca saísse desce circulo restrito de pessoas. Alegadamente, nenhum deles tinha intenção de partilhar com terceiros a preciosa informação que lhes havia sido fornecida.

Foi em 2016 que um estagiário da Apple divulgou a terceiros parte do código do iOS

Mas, eventualmente, este código acabou por sair desta esfera, tendo caído no infinito mundo da internet em 2017. Alguns meses depois disto, este código acabou por ser partilhado no Reddit, mas acabaria por ser removido por um dos seus moderadores.

Mas, sabe-se lá bem como, esse mesmo código acabou por aparecer agora no GitHub, gerando toda a polémica que se instaurou esta semana. Segundo aquilo que a fonte avança, o código visto agora no GitHub não está completo. Apenas parte do código originalmente "roubado" apareceu agora.

Para os que possam sentir-se inseguros com esta fuga, a Apple já veio sossegar os ânimos. Segundo a empresa de Cupertino, trata-se de um código fonte já com três anos e com pouca expressão no mercado atual. Assim sendo, são poucas as preocupações de segurança que o mesmo levanta. Além do mais, a empresa possui vários mecanismos de segurança que protegem os seus equipamentos.

Ora, tratando-se de parte do código fonte do iOS 9, as declarações da Apple fazem todo o sentido. Segundo os últimos dados, apenas 7% do mercado utiliza uma versão do iOS abaixo da sua 10 iteração. Ou seja, o número de dispositivos ativos com o iOS 9 fixar-se-á abaixo desta percentagem.

Contudo, existem aqui alguns procedimentos de segurança internos que devem ser revistos pela empresa. Importa aferir como é que um simples estagiário consegue difundir para o exterior parte de um código tão importante e prevenir que algo volte a repetir-se.

Assuntos relevantes na 4gnews:

OnePlus 5 é equipado com uma bateria de 8000mAh, eis o resultado!

Android. Nokia já tem 1% do mercado mundial de smartphones

Android Oreo continua a chegar aos Samsung Galaxy S8

Fonte | Via

Carlos Oliveira
Carlos Oliveira
Tendo já passado por várias casas, a 4gnews é aquela que me segura desde 2015. Com um desejo insaciável de me manter atualizado tecnologicamente, a partilha desse conhecimento é apenas o seguimento natural das coisas.