Apple chegará ao valor de mercado de 3 triliões em 2021, culpa é do iPhone 12

Abílio Rodrigues
Comentar

Um grupo de analistas revelou recentemente que a Apple deve atingir até ao final deste ano um valor de mercado superior a 3 triliões de dólares e os números de vendas do iPhone 12 estarão no centro desta capitalização de mercado. A família de smartphones de Cupertino continua a beneficiar de um "superciclo" e a vender bem acima do esperado.

Daviel Ives e Strecker Backe projetam que se a atual trajetória se mantiver a Apple pode mesmo conseguir vender mais de 240 milhões de unidades, com alta probabilidade de chegar aos 250 milhões de iPhones vendidos.

iPhone 12 catapulta Apple para valor de mercado recorde

iPhone 12

Estes números são bem mais otimistas do que os que têm sido avançados pelo Wall Street Journal, que sugerem vendas a rondar os 220 milhões de smartphones.

No entanto, segundo os peritos da Wedbush, o WSJ não considera o facto de mais de 350 milhões de iPhones estarem agora a entrar na fase mais decadente do seu tempo de vida, obrigando muitos utilizadores a fazer um upgrade.

A cereja no topo do bolo da Apple será o facto do iPhone 12 Pro ser o modelo mais vendido em todo o mundo, contribuindo para receitas acima do esperado. A isto junta-se o mercado chinês, responsável por 20% de todos os upgrades de iPhones em 2021.

Serviços continuam a ser importantes para a Apple

Apesar dos números de vendas do iPhone, os serviços continuam a ser de capital importância para os registos da gigante de Cupertino.

Os resultados financeiros deste segmento ajudarão a Apple a conseguir atingir até ao final deste ano o valor de mercado acima dos 3 triliões, uma estratégia que Tim Cook sempre fez questão de apoiar.

Será de esperar um investimento continuado no crescimento da oferta de serviços da marca, através de modalidades premium pagas e um reforço das ofertas existentes neste momento.

Editores 4gnews recomendam:

Abílio Rodrigues
Abílio Rodrigues
Apaixonado por tecnologia desde que montou o seu primeiro computador, continua em fase lua-de-mel com tudo o que envolva um processador e permita umas sessões videolúdicas.