ios_apps

Uma das mais comuns queixas da maior parte dos utilizadores de qualquer smartphone é a quantidade de bloatware que o seu equipamento contém. Este é um problema transversal a todas as plataformas móveis, embora algumas sejam mais problemáticas que outras.

   

Vê também: Apple iPhone SE: Custo de produção não excede os $160

Hoje falaremos do caso da Apple, que mesmo tendo um sistema operativo invejavelmente fluído, não fica imune a esta temática. Por defeito, o iOS traz algumas aplicações que não podem ser escondidas, pelos menos não de forma oficial, e que muitos utilizadores não fazem usufruto delas. Pois bem, para estes surge uma nova esperança, pois novos dados dão a entender que a Apple venha a incorporar esta funcionalidade no iOS em breve.

Quem se deparou com esta informação foi a AppAdevice (fonte), que ao analisar o código fonte do iTunes se deparou com a opção “isFirstPartyHideableApp” definida a “false”. Ora, quando falamos em aplicações externas falamos em “ThirdParty”, logo as “FirstParty” deverão ser as stock. Mais ainda, o valor “false” deverá indicar a possibilidade de o modificar para “true”, permitindo assim uma nova funcionalidade.

apple_hide_stockapps

Por outro lado, isto levanta outra série de questões, nomeadamente se serão ou não contempladas todas as aplicações instaladas por defeito. Se não vejamos, sendo aplicações como “Telefone” ou “Mensagens” essenciais para o funcionamento de um iPhone, as mesmas poderão ser também descartadas? E as que descartarmos, poderão vir a ser mais tarde resgatadas de volta e em que termos?

Como podes ver, existem ainda muitas dúvidas em relação a esta potencial funcionalidade, que deverá ser transversal tanto a iPhone como iPad. A verdade é que nada disto é oficial, tratando-se apenas de uma dedução retirada de uma pequena porção de código. O futuro trazer-nos-á certamente mais informações, que esperemos mais esclarecedoras.

Talvez queiras ver:

Viatechnobuffalo
Fonteappadevice
O gosto por tecnologia foi algo que esteve sempre dentro de mim. Com o crescer do mercado dos smartphones, também o meu entusiasmo com os mesmos aumentou. Já nos tempos livres, as séries são o meu principal mata-tempo.