AoT
Eren em Attack On Titan (AoT)

Attack On Titan, ou simplesmente AoT, é o Anime que marcou o dia de ontem, tal como já vinha acontecendo, mas de uma maneira diferente. Há onze sábados que vínhamos sendo visitados por um novo episódio da segunda temporada, depois de tanto tempo de espera.

No entanto, o mais aguardado de todos eles era o 12.º, o último. E foi tão, mas tão, espetacular. Não há palavras. Na minha opinião, pouco ou nada mudava neste último capítulo e, de facto, não poderia ter esperado sete dias por um episódio melhor.

Vê ainda: Motorola Moto G4 Play começa a receber o Android 7.1.1 Nougat

   

Comecei a ver AoT bem tarde, não vou negar. E quando digo tarde, digo que vi a primeira temporada bem antes de começar a segunda. Depois, foi só acompanhar os episódios que iam sendo lançados. Porém, desde o primeiro momento que achei AoT totalmente diferente do que vinha vendo no mundo Anime.

Bem mais violento do que estou habituado e, embora muitos me digam “Pedro, isso são desenhos animados”, não deixa de ser algo bem real em AoT. Todavia, não é o excesso de violência ou dramatismo que impede que alguém se torne rapidamente fã deste Anime. Aliás, é um condutor fantástico e infalível.

Uma das vantagens em começar a ver Attack on Titan tão tarde é que pude juntar, por assim dizer, as duas temporadas de uma forma mais simples. Com efeito, isso permitiu que, com alguma clareza, pudesse agora dizer que, com as devidas aspas, a segunda temporada termina da mesma forma que a primeira começou.

AoT

Como assim? – perguntas tu. Bem, o Titã que mata – para não dizer outra coisa – a mãe de Eren – que assiste a tudo isso com a sensação de impotência pura –, logo no primeiro episódio, acaba por fazer o mesmo no último episódio. E, mais uma vez, num primeiro momento, Eren (bem como Mikasa), vêem tudo com os seus próprios olhos. Consequentemente, quem morre desta vez é uma personagem que vimos também no primeiro de todos os episódios, e que há muito vinha criando um laço de simpatia para com os fãs da série.

Foram 37 episódios de pura adrenalina e indefinição face ao que poderia acontecer em cada um deles. Esse é o poder de AoT!

Contudo, como disse, a impotência de Eren acontece num primeiro momento. O protagonista de AoT não consegue transformar-se e, por isso, revive tudo o que se passou até aí e diz que nada mudou. Nada mesmo. Mas isso não é verdade, e Mikasa mostra-o dizendo o que sente e como mudou ao longo do tempo graças ao que Eren é e quer ser. Daqui segue-se um belo momento, talvez dos mais emocionantes de todos os 37 episódios que compõe AoT até agora.

Desta forma, num segundo momento, Eren, ainda que sem perceber como, faz com que todos os titãs daquele local ataquem o Titã que falei anteriormente. Mais sangue, a derramar por todo o lado, mas desta vez com um “final” feliz. Entretanto, Erwin anuncia a retirada do local visto que Eren foi salvo e, consequentemente, inicia-se a tentativa de fuga.

Ora, nesse momento, voltamos a ver a intervenção de Reiner e Ymir (sob a forma de titãs), ao lado de Berthold que, mais uma vez, querem impedir a fuga de Eren a todo o custo. No entanto, são novamente travados por uma avalanche de outros titãs que respeitaram a vontade do protagonista, ainda que de modo involuntário.

Já no final, vemos que os três guerreiros – Reiner, Berthold e Ymir – estão vivos. O tempo passa e, entretanto, assistimos Erwin já em estado estável no hospital, com Levi e Pixis. Hange bate à porta e entra no quarto, juntamente com Conny. É aí, nos últimos minutos, que tudo que pensava não poder melhorar naquele episódio realmente melhora.

O final é absolutamente épico. Não há mais nada a dizer. Porém, como não pretendo “spoilar” alguém que ainda não tenha visto este fantástico Anime, então não direi muito mais. A última cena do 12.º episódio é fantástica, mesmo que crie um gigante número de perguntas para as quais não temos resposta, ainda.

Falta pouco mais de seis meses para podermos ver a terceira temporada de AoT!

Digo ainda porque, embora algumas possam demorar muito até que sejam respondidas, outras aparecerão na teceria temporada. Sim! Já há uma confirmação. E não, não demorará cerca de três anos para que possamos vê-la. Será já no próximo ano, em 2018, que poderemos assistir novamente às aventuras de Eren, Mikasa e Armin. Espero que nessa altura já Levi tenha recuperado da sua lesão, entre outras coisas.

Vê também: Esta imagem é a confirmação da falta de originalidade do OnePlus 5

Finalmente, agora que comecei não vou conseguir parar. AoT está, sem dúvida alguma, merecidamente, na minha lista de animes favoritos. Estou certo que continuará no final da próxima temporada. Só espero que não tenha menos episódios que esta última.

Assiste à primeira Opening de Attack on Titan no final do artigo. Das duas uma, se já vez, lembrarás com entusiasmo aqueles 90 segundos. Se nunca viste, depois de abrires o vídeo, facilmente darás uma oportunidade a este Anime completíssimo e bastante complexo, a todos os níveis. Valerá a pena.

Outros assuntos relevantes:

11.º episódio de “Borutoː Naruto Next Generations” deixou bastantes pontas soltas!

Dragon Ball Super: contextualização ao fim de 92 episódios!

Prison Break: último episódio foi tão entusiasmante quanto se esperava!

Desde cedo comecei a interessar-me pelo que podia fazer no computador. Porém, a grande paixão surgiu com o primeiro telemóvel e complementou-se com os smartphones. Nada há a dizer, são simplesmente fantásticos e úteis em todo o tipo de situações.