Huawei aposta na Índia com 100 zonas de experiência até 2019

Rui Bacelar
India smartphones Huawei Apple Samsung Android Oreo Go Edition Escolha do consumidor Android Xiaomi Huawei Mate 10 Pro Android Oreo
A tecnológica chinesa soube manter-se firme.©reuters

A fabricante chinesa de smartphones Android, a Huawei está a apostar cada vez mais naquele que é o 2º maior mercado mundial de dispositivos móveis. Por outras palavras, a Índia e todo o seu potencial económico.

Nesse sentido, ficamos a saber que a Huawei abriram um total de 100 novas lojas de experiência com vários parceiros. Tudo isto para se firmar no mercado convencional off-line ao passo que o mercado online já conta com a presença da sua sub-marca, a Honor.

Vê ainda: Huawei está mesmo a desenvolver uma alternativa ao sistema Android

Em primeiro lugar, este processo de abertura de 100 lojas e centros de experiência da Huawei na Índia será um processo gradual. As primeiras começarão a surgir já em 2018 com a maioria a abrir portas durante o ano de 2019.

Mais ainda, a Huawei garantiu que quer mesmo abrir um total de 1000 lojas (pontos de venda) exclusivos até ao final de 2020. Algo que nos mostra o crescente interesse e aposta da fabricante Android neste mercado.

Huawei apostará cada vez mais na Índia

Algo que se revela completamente plausível e natural perante o impedimento de entrarem nos Estados Unidos da América. Nesse sentido, a maior fabricante da China olha agora com sérias intenções para o 2º maior mercado mundial, a Índia. Por conseguinte, segundo nos conta a imprensa internacional, a Huawei associar-se-á a várias cadeias de venda a retalho nesse país. Entre elas temos a Croma que também se encarregará de vender o seu topo de gama, o Huawei Mate 20 Pro em várias das grandes metrópoles da Índia.

Índia Huawei Mate 20 Pro Android smartphone
Os produtos desta marca chegarão em força à Índia.

O início desta expansão está marcado para o dia 10 de dezembro, sendo a Huawei uma das três maiores fabricantes na Índia. Aliás, neste momento temos a Xiaomi, Samsung e Huawei a disputar as posições cimeiras segundo os dados da IDC.

Em suma, neste momento a fabricante Android sediada na China já considera a Índia um mercado prioritário. Ou, por outras palavras, um mercado de nível 1, susceptível de receber cada vez mais atenção e esforços por parte da marca.

A Índia é o segundo maior mercado mundial de dispositivos móveis

Nesse sentido podemos fazer uso das palavras de Wally Yang, diretor sénior de marketing da Huawei Consumer Business Group. Este executivo de alto nível afirmou que a Huawei terá uma abordagem agressiva par ao mercado convencional - off-line.

Algo que atualmente já faz por quase todo o globo (exceptuando-se nos Estados Unidos da América onde está barrada). Por conseguinte, esta será a sua abordagem também para a Índia, com preços competitivos.

Índia Huawei Mate 20 Pro Android Pie
A fabricante chinesa apostará em força no 2º maior mercado mundial.

Todavia, o executivo deu também a entender que a marca apostará também no segmento premium. O mercado dos topos de gama que atualmente é dominado pela Samsung, com a OnePlus já bem perto e no seu encalço.

Contará agora os produtos desta fabricante Android

Em suma, a Huawei reforça assim a sua presença na Índia. Isto depois de a sua sub-marca, a Honor já estar disponível tanto no mercado online como off-line. Desta forma, temos agora o rumo traçado para 2019.

Em jeito de conclusão, a fabricante Android trará não só os seus smartphones para a Índia bem como os demais produtos. Desde altifalantes inteligentes, relógios inteligentes (smartwatch) e mesmo os seus computadores portáteis - laptops.

Editores 4gnews recomendam:

iPhone Xr é um dos smartphones que mais vende

Nokia 9 PureView: Novas imagens revelam uma surpresa no seu design

Xiaomi Mi MIX 3. Poderás adquirir a Edição Especial já em Dezembro

Fonte | via

Rui Bacelar
Rui Bacelar
Quando não está a escrever um artigo ou a gravar algum vídeo, o Bacelar tem por hábito saborear um bom livro, descobrir novas bandas sonoras ou simplesmente desfrutar do sol, na companhia de quem mais gosta (MM).