ANACOM: tráfego de Internet móvel aumentou 36%. MEO é a favorita em Portugal

Rui Bacelar
Comentar

O acesso à Internet pelo telemóvel é uma comodidade quase essencial em pleno 2021, podendo ir mais além no acesso através da rede fixa que assume já contornos de serviço essencial em Portugal como o atesta a tarifa social de Internet, por exemplo.

Tendência registada pela Autoridade Nacional de Comunicações (ANACOM) no seu recente relatório trimestral. Aí, com efeito, o regulador nacional aponta um aumento de 36% no tráfego de Internet móvel durante o terceiro trimestre de 2021.

Portugal regista aumento significativo no tráfego de Internet móvel aponta ANACOM

No 3.º trimestre o tráfego médio mensal por utilizador ativo de Internet móvel aumentou 25,9%; cada utilizador de banda larga móvel consumiu, em média, 6,6 GB por mês. Aceda a esta informação nas #estatísticas trimestrais do #serviçoMóvel da ANACOM.https://t.co/zypTnCZ3tQ pic.twitter.com/fo5nolHb02

— ANACOM (@_ANACOM_) 30 de novembro de 2021

"Trata-se do maior crescimento registado desde que se iniciou a recolha deste indicador (em 2010)" aponta a ANACOM em comunicado institucional. Ainda de acordo com o regulador, o aumento é explicado pela maior adesão aos planos pós-pagos e híbridos disponibilizados pelas principais operadoras de Portugal.

Mais concretamente, estas modalidades registaram um aumento de +5,6% nos últimos 12 meses. Aliás, em Portugal já representam "62,6% do total de acessos efetivamente utilizados", aponta o recente relatório.

Aponta-se também, que no período em análise, a penetração do serviço móvel ascendeu a 175,5 por 100 habitantes. No caso dos acessos móveis comercializados em pacotes com fixos, a taxa de penetração foi de 48,6 por 100 habitantes.

MEO, Vodafone, NOS e NOWO são as operadoras dominantes em Portugal

ANACOM NOS MEO Vodafone Portugal

"No que se refere às quotas, a MEO foi o prestador com a quota mais elevada dos acessos móveis ativos com utilização efetiva (40,3%), seguida da Vodafone (29,8%), da NOS (26,9%) e da NOWO (1,8%)", segundo a ANACOM.

A realidade nacional registou assim um aumento geral neste tipo de serviços. Acima vemos, aliás, um infográfico detalhando os principais destaques e conclusões do estudo em apreço.

Aponta ainda o regulador "No caso das quotas de subscritores de acesso à Internet em banda móvel, a quota da MEO foi de 37,3%, seguindo-se a NOS com 30,3%, a Vodafone com 29,3%. A NOS detém a quota mais elevada de tráfego de Internet em banda larga móvel (41,4%), seguida da Vodafone (30,5%) e da MEO (27,6%)".

Editores 4gnews recomendam:

Rui Bacelar
Rui Bacelar
Na escrita e comunicação repousa o gosto, nas leis a formação. Ocupa-se com as novidades de tecnologia na 4gnews. Email: ruifbacelar@gmail.com