Android Amazon Internet
Amazon Internet ocupa menos de 2MB no smartphone Android

A Amazon é, cada vez mais, uma empresa presente no dia-a-dia de cada um de nós. A última novidade da gigante norte-americana, por sua vez, tem que ver com o Amazon Internet para Android.

Este, por sua vez, é um browser que se distinguirá dos outros essencialmente por poder ser utilizado em todo o tipo de smartphones. Isto é, principalmente, nos menos capazes, como aqueles que têm a menor RAM possível, bem como um armazenamento interno limitado.

Vê ainda: BQ Aquaris X2 e X2 Pro chegam em breve com Android One da Google

De facto, o Amazon Internet é dedicado – maioritariamente – aos mercados emergentes. Com cerca de 2MB de tamanho, o mesmo destaca-se por ocupar apenas 10% do tamanho de outros, como Chrome ou Firefox.

Amazon Internet é o browser que ocupa pouco espaço no Android!

Assim sendo, os utilizadores Android poderão usá-lo se a sua relevância passar pelo espaço que querem ocupar com um determinado browser. Por outro lado, o Internet destaca-se por não recolher dados do utilizador.

Entenda-se, por isso, que o navegador da empresa liderada por Jeff Bezos quer distanciar-se ao máximo daquilo que foi a conduta do Facebook. E ainda bem. Depois de tudo aquilo que aconteceu em redor do Facebook e da Cambridge Analytica, a privacidade de todos nós foi tomada novamente em atenção.

Seja como for, esse aspeto deverá ser sempre levado com muita atenção. Por fim, o browser da Amazon está, para já, disponível na Índia, o segundo país mais populoso do mundo. Em breve, teoricamente, chegará a mais mercados.

Aí sim, será possível fazer o download do Amazon Internet através da Google Play Store para qualquer smartphone que tenha uma versão do Android igual ou superior ao 5.0. Fica atento(a) às notícias para que não percas nenhum detalhe acerca deste e de outros temas.

Assuntos relevantes na 4gnews:

Android Auto da Google é rejeitado pela Toyota devido à (falta de) privacidade

Google Chrome 66: as novidades da nova versão para Android e iOS

Processadores Kirin continuarão exclusivos dos smartphones Huawei

Fonte