AirPods Pro podem substituir aparelhos auditivos convencionais

Carlos Oliveira
Comentar

As conclusões constam de um recente estudo desenvolvido pelo jornal iScience e revelam as ambições secundárias da Apple para os seus AirPods Pro. Os auscultadores da tecnológica americana poderão agir como substitutos aos aparelhos auditivos convencionais.

Esta parece ser uma das intenções a longo prazo para esta popular gama de produtos da Apple. A confirmar-se, poderá ser uma excelente notícia para quem tem dificuldades auditivas, pois apresenta-se como uma alternativa bem mais económica.

AirPods Pro podem ser a alternativa mais económica aos aparelhos auditivos convencionais

As conclusões deste estudo foram divulgadas pelo The Wall Street Journal e revelam como os AirPods Pro podem assumir uma função que poucos imaginariam. Graças à sua tecnologia de amplificação de som, este podem ajudar pessoas com dificuldades auditivas.

AirPods Pro

A concretizar-se, será uma excelente notícia para quem dispõe de recursos financeiros mais limitados. Enquanto um par dos AirPods Pro custa 299 €, muitos aparelhos auditivos podem chegar aos milhares de euros.

O estudo em causa revela que os auriculares da Apple poderão ajudar pessoas com leve ou moderada perda auditiva. Demonstra que os AirPods Pro conseguem igualar as capacidades de amplificação sonora de modelos menos avançados de aparelhos auditivos.

Estes tudo vai mais longe e afirma que os AirPods Pro cumprem com quatro dos cinco padrões estabelecidos para os aparelhos de ajuda à audição. Já os AirPods 2 conseguiram cumprir apenas dois desses padrões estabelecidos.

Apesar destas descobertas, continua a faltar a aprovação da agência federal que regula o mercado da saúde norte-americana. Sem o aval da FDA, a Apple não pode promover nem comercializar os AirPods Pro como benéficos para quem sofre de perda auditiva.

"No novo estudo, o AirPods Pro não atendeu aos padrões da FDA para aparelhos auditivos. Mas eles amplificaram o som tão bem como alguns dispositivos menos avançados que ajudam as pessoas a ouvir melhor."

O interesse da Apple em produtos de apoio àqueles que sofrem de dificuldades auditivas não é recente. Se recuarmos até 2013 vemos um alargamento do programa MFI para a compatibilidade com o iPhone de dispositivos Bluetooth auxiliares de audição.

Já em 2018, a empresa alargou para os AirPods o suporte para a funcionalidade Live Listen. Em síntese, o que esta oferece é a possibilidade de o iPhone agir como microfone, recolhendo som que pode ser reproduzido nos AirPods do utilizador.

Editores 4gnews recomendam:

Carlos Oliveira
Carlos Oliveira
Tendo já passado por várias casas, a 4gnews é aquela que me segura desde 2015. Com um desejo insaciável de me manter atualizado tecnologicamente, a partilha desse conhecimento é apenas o seguimento natural das coisas.