A Apple é arrogante como o Hitler das inovações, sugere o CEO da #chinaaopoder LeTV

Rui Bacelar

LeTV HitlerA primeira vez que tive conhecimento da marca LeTV foi há poucos dias, com o seu smartphone praticamente sem bezels ou margens laterais do ecrã mas pelos vistos, a LeTV é uma das maiores plataformas de streaming online da China. Desta vez, a LeTV é noticiada pelo seu sentido de humor ácido, a Apple personalizada pelo ditador Adolf Hitler.

Pode parecer algo extremo e no limiar do mau gosto mas foi isso mesmo que o CEO da LeTV, uma abreviatura para Leshi TV, Jia Yueting fez através da sua conta na rede social Weibo(o Facebook chinês). A publicação foi acompanhada de uma frase sugerindo que a Apple é um império negro, um pomar rodeado por imponentes muros que confinam as inovações tecnológicas aos desígnios e caprichos do Fuher, impingindo à força os iPhones a milhões de adoradores/consumidores.

Claro que para contrastar com as ambições imperialistas da Apple no outro lado da balança temos o X900, o primeiro smartphone da LeTV que vimos há alguns dias e que será a epítome do desenvolvimento rápido e da valorização a longo prazo do consumidor, não se ficando pelo curto prazo de validade da maioria dos flagships.

LeTV-hitler-1.jpg

O smartphone da LeTV possui um ecrã de 5.5 polegadas com resolução 1080p FHD, processador octa-core a 2.2 GHz, 16 GB de memória interna, câmara traseira de 13 MP e câmara frontal de 5 MP, além de capacidade Dual-SIM. O mais interessante acaba por ser a sua entrada USB que é do tipo C ou USB type C, como a que encontramos nos novos Macbook’s.

Qualquer mente mais atenta percebe que a Apple utiliza uma estratégia de marketing com séculos de comprovada eficácia, uma táctica cunhada por John D. Rockfeller, um magnata, empresário, filantropo e visionário americano que criou um produto chamado "Standard Oil" ou a gasolina padrão. Este jogo de palavras resultou às mil maravilhas e a Apple cunhou os seus iDevices seguindo a mesma lógica, apelando à necessidade humana de seguir "o normal", viver pelas regras, pelo dito padrão a seguir.

Não há dúvida de que a Apple é arrogante, principalmente na maneira como apresenta ou impõe os seus produtos (especialmente nos seus eventos em que fazem toda e qualquer concorrência parecer uma sucata), mas poderá alguém censura-la por ser tão boa naquilo que faz?

"Ein iPhone, Ein Apple, Ein Fuher"?

Talvez queiras ver:

Diz o que tens em mente nos comentários abaixo. E que tal ajudares um projeto Português? Sabe mais

Queres ser nosso amigo? Segue-nos nos meios de comunicação.

Rui Bacelar
Rui Bacelar
Na escrita e comunicação repousa o gosto, nas leis a formação. É na tecnologia que encontrou o seu expoente máximo e na 4gnews a plataforma ideal para a redação e produção de vídeo.