6 dicas para uma Internet mais rápida

Bruno Coelho

Ter uma ligação doméstica à Internet de boa qualidade é parte da nossa vida diária. Seja para utilização de de escritório em casa, ou simplesmente para streaming online, procurar uma receita ou fazer compras.

É por isso que se notas alguma lentidão, se a tua série tem falhas de transmissões ou se a tua videochamada vai abaixo, ficas irritado. Para tentar evitar que tal aconteça, a Devolo lançou 6 dicas para que tudo possa voltar a acelerar na tua Internet.

Internet fraca: começa por reiniciar

Se a tua ligação doméstica à Internet estiver com problemas, isso costuma ser aparente. As videochamadas caem, os vídeos congelam e os downloads para o teu disco rígido arrastam-se. Uma vez que pode haver uma grande variedade de causas possíveis para estes aborrecimentos, recomendamos o passo mais fácil para começar: reiniciar o router. Para o fazer, basta desligar o dispositivo da corrente durante 10 a 20 segundos e depois reiniciá-lo. Isto pode remover possíveis erros na memória, que são capazes de afetar o desempenho.

A segunda abordagem é o menu de definições do router. Aqui, dirije-te ao registo de estado (“status log”) e verifica se existem problemas de fundo com a sua ligação. Podes também verificar se a definição “DHCP” está ativada. Ela garante que o router atribui automaticamente endereços IP a todos os dispositivos da rede. Para uso privado, esta opção deve ser ativada na grande maioria dos casos.

Se também não encontrares quaisquer irregularidades nos menus de definições, a resolução de problemas (“troubleshooting”) é retomada.

Resolução de problemas com o fornecedor

Quando há problemas com a ligação online, não te esqueça que a causa não está necessariamente dentro das suas próprias quatro paredes. Em vez disso, pode haver uma falha nas instalações do teu fornecedor. Para descobrir isto, basta fazer uma pesquisa rápida com um motor de busca popular. Se já houver relatos de uma falha do fornecedor na tua região, o processo de resolução de problemas está terminado. Em alternativa, podes também pedir diretamente ao teu fornecedor de serviços para descobrir se há interrupções ou quanto tempo levará para o serviço ser restaurado.

Se o teu fornecedor não for a causa de um desempenho online inadequado, ainda tens uma solução mais simples: uma substituição de cabo. A tua ligação online congelada ou a total falta de uma ligação pode ser simplesmente devido a um cabo defeituoso. Portanto, verifica todos os cabos ligados ao teu router — o cabo da ligação à Internet do router, bem como os cabos Ethernet que alimentam o sinal na sua rede. Se tiveres a opção, também podes substituir os cabos como um teste.

Medindo a velocidade

Se a tua ligação online não falhou completamente, deves usar testes de velocidade para obter uma imagem mais detalhada da perda real de qualidade. Isto envolve ferramentas e websites que podem testar a velocidade de upload e download da sua ligação. O que é particularmente conveniente sobre isto é que estas ferramentas são gratuitas e não requerem registo, por isso é bastante simples fazer o teste. Exemplos recomendados destas ferramentas incluem o Speedtest.net da Ookla.

No entanto, para obter as medições mais precisas possíveis existem algumas dicas que deves observar:

  • Faz várias medições em diferentes alturas do dia.
  • Se possível, faz as medições usando dispositivos terminais que estão ligados ao router através do cabo Ethernet.
  • Se possível, desliga todos os dispositivos com uma ligação online que não são usados para a medição.

Se estas medições verificarem que a largura de banda efetiva que recebes é significativamente inferior ao que foi contratualizado, deve tentar contactar o serviço técnico de atendimento ao cliente do teu fornecedor.

Aplicações com elevada utilização de dados

Além disso, compensa olhar para a lista de dispositivos que estão ligados ao teu router. Poderás reparar num dispositivo particularmente sedento de dados que nem sequer deve estar permanentemente ligado. Talvez até haja convidados não desejados que entraram na tua rede e estão a esgotar a largura de banda. Mas felizmente este caso é bastante improvável.

Se não conseguires encontrar nenhuma fonte potencial de interferência na lista de dispositivos, deves verificar os seus dispositivos terminais para detetar software disruptivo. Os programas utilitários não são os únicos que consomem largura de banda. Por exemplo, se usaste recentemente software para configurar uma ligação VPN, certifica-te que verificas se a aplicação correspondente ainda está ativa e se está a estrangular a tua linha.

Otimizando uma ligação cablada

As linhas Ethernet permanentemente encaminhadas (“routed”) são uma raridade na maioria dos apartamentos e casas. O encaminhamento subsequente é tão caro como complicado. Os cabos expostos são uma alternativa barata, mas também podem ser potenciais riscos de tropeçar e não são bonitos de se ver. Uma excelente alternativa é encontrada em adaptadores Powerline como a série de produtos Magic da devolo.

Estes adaptadores usam a linha elétrica existente como uma autoestrada de dados e assim convertem qualquer tomada elétrica numa tomada de acesso à Internet. Isto funciona sem quaisquer modificações estruturais ou conhecimentos técnicos especiais. Um adaptador é ligado perto do router e ligado a ele. Adaptadores adicionais podem ser instalados em qualquer tomada de energia e ligam-se automaticamente. Isso completa a sua rede doméstica encaminhada profissionalmente com pontos de acesso que podem ser reposicionados de forma flexível em qualquer altura.

Otimizando o Wi-Fi

Para ligações sem fios, um ponto de início crítico é a posição do router. Ele deve...

  • ... ser posicionado o mais centralmente possível para chegar a todas as divisões com dispositivos terminais Wi-Fi com a mesma qualidade.
  • ... ser mantido fora de armários, se possível, e estar numa posição livre. Móveis (e até vasos de flores com água) também podem impedir a ligação Wi-Fi.
  • ... não estar na proximidade imediata de fontes de interferência, tais como micro-ondas.

No entanto, alguns obstáculos ao teu Wi-Fi simplesmente não podem ser removidos. Paredes e tetos, redes Wi-Fi vizinhas, cada vez mais dispositivos terminais conectados sem fios… estes e outros fatores prejudicam a largura de banda Wi-Fi e cada vez mais levam até os routers de última geração aos seus limites de desempenho.

A única solução a longo prazo nestes casos é “estender” o sinal Wi-Fi. Existem basicamente duas opções para isto. Uma delas são os já mencionados adaptadores Powerline, que também estão disponíveis em modelos Wi-Fi e funcionam como pontos de acesso Wi-Fi adicionais. A alternativa são os repetidores, como os WiFi 6 Repeater da devolo, que amplificam o sinal Wi-Fi existente do router.

Qual das duas soluções está correta depende das condições individuais. Os repetidores são brilhantes em espaços pequenos a médios no mesmo piso. Aqui, eles trazem de forma fiável o sinal Wi-Fi para salas que o router tem dificuldade em alcançar a partir da sua localização.

Para grandes apartamentos ou casas, por outro lado, recomendamos o uso de adaptadores Powerline. O seu desempenho não é afetado por tetos ou paredes porque utilizam a linha de alimentação para comunicar entre si e oferecem a escolha flexível entre acesso à Internet via cabo Ethernet ou Wi-Fi no destino.

Independentemente da opção que escolheres, tanto os adaptadores Powerline como os repetidores suportam o seu router no seu trabalho e ajudam-no a obter um melhor desempenho da tua ligação à Internet.

Editores 4gnews recomendam:

Bruno Coelho
Bruno Coelho
Vive entre a paixão pela escrita, a música e a tecnologia. Licenciou-se em Ciências da Comunicação na Universidade da Beira Interior em 2015, e fez parte da equipa que fundou o Jornal de Belmonte. Produziu vários podcasts independentes pelo caminho. Colabora com a 4gnews desde 2017, e faz parte da redação desde 2019. Come especificações ao pequeno-almoço. brunocoelho@4gnews.pt