5G: iPhone perde terreno, mas arrasa Oppo, Xiaomi e Samsung​​​​​​​

Bruno Coelho
Comentar

A Apple foi das últimas fabricantes a trazer para o mercado smartphones com suporte para 5G. Mas tal como faz habitualmente, a fabricante sediada em Cupertino mostra nos números como se faz.

Durante o primeiro trimestre de 2021, a Apple deu-se ao luxo de ver os seus envios de smartphones com 5G (os iPhone 12) a cair em 23%, segundo os dados da Strategy Analytics. Mas nem por isso deixa de arrasar a concorrência.

Olhando para os dados, a Apple passou de 52,2 para 40,4 milhões de envios face ao trimestre anterior. Resulta daí uma caída da quota de mercado dos 40,7% para os 29,8%.

Strategy Analytics
Envios de smartphones com 5G em milhões de unidades e quota de mercado por marca. Crédito: Strategy Analytics

Mesmo com uma subida de 55%, a Oppo fica-se pelo segundo lugar, com 21,5 milhões de envios, face aos anteriores 13,5 milhões. Tal resulta numa quota de mercado de 15,8%.

A fechar o pódio encontramos a Vivo, que passou de envios de 12,0 milhões, para 19,4 milhões. Tal resulta numa subida de 62% face ao trimestre anterior e quota de mercado de 14,3%.

Só depois encontramos a Samsung, que passou de 9,5 milhões para 17,0 milhões de envios. Esta é uma subida de 79%, resultante de um salto de quota de mercado de 7,4% para 12,5%.

Apenas em quinto lugar aparece a Xiaomi. A fabricante chinesa tinha, no trimestre anterior, 9,2% de quota de mercado, e subiu agora para 12,2%. Antes contou com 11,8 milhões e no primeiro trimestre de 2021 alcançou os 16,6 milhões de envios.

Editores 4gnews recomendam:

Bruno Coelho
Bruno Coelho
O Nokia 3650 foi o primeiro grande mergulho no mundo tecnológico. Se o Football Manager e o cinema são dois dos seus escapes, o Macbook Pro é o melhor amigo. Escrever sobre tecnologia é o processo natural na vida de alguém que come especificações ao pequeno-almoço.