Zao: a app que faz deepfakes impressionantes em apenas 8 segundos (vídeo)

António Guimarães
Comentar

A aplicação Zao para Android está a causar furor na internet pois permite fazer 'face swapping' (trocar caras) de forma eficaz em poucos segundos. O mais chocante é que não estamos a falar de fotografias mas vídeo. Vê este exemplo no Twitter onde um utilizador chinês coloca a sua cara no corpo do Leonardo DiCaprio.

In case you haven't heard, #ZAO is a Chinese app which completely blew up since Friday. Best application of 'Deepfake'-style AI facial replacement I've ever seen. Here's an example of me as DiCaprio (generated in under 8 secs from that one photo in the thumbnail) 🤯 pic.twitter.com/1RpnJJ3wgT

— Allan Xia (@AllanXia) 1 de setembro de 2019

Como pudeste ver no vídeo, independentemente da luz e os ângulos, a app conseguiu colocar uma cara em outro corpo com sucesso. Outro exemplo mostra um jornalista a colocar a sua cara por cima do corpo de Sheldon, da série Big Bang Theory.

Chinese viral deepfakes app #ZAO Clip of myself as Sheldon generated in a few seconds from a single picture. pic.twitter.com/JI7MqWUDu6

— Matthew Brennan (@mbrennanchina) 1 de setembro de 2019

Zao utiliza a inteligência artificial 'Deepfake'

O nome 'Deepfake' vem do termo em inglês 'deep learning' (aprendizagem aprofundada) e a palavra 'fake' (falso). Refere-se à técnica de combinar faces de pessoas fora do contexto original. Um dos melhores exemplos é este vídeo do comediante/diretor Jordan Peele a fazer uma imitação de Barack Obama, com a cara do mesmo.

A app Zao elevou esta tecnologia ao próximo nível e condensou-a numa app. Tal como as aplicações de troca de caras ou as de filtro de envelhecimento, a Zao está a tornar-se rapidamente viral, pelo menos na China.

A aplicação não está disponível na Google Play Store, assim sendo a única forma de a encontrar é pelo ficheiro APK. É importante salientar que não aconselhamos a instalação de aplicações de fontes desconhecidas.

A aplicação já está a ser alvo de controvérsias de privacidade

Tal como há umas semanas a app FaceApp esteve em polémica por causa da utilização de dados, a Zao já está a sofrer as mesmas críticas. A verdade é que esta é uma aplicação que não só consegue recriar vídeos falsos mas também recolhe uma boa quantidade de informação facial no processo.

Afinal, o que fazer em relação às recolhas de dados?

Estamos numa altura da tecnologia onde cada vez mais atenção é dada à privacidade de dados. No entanto, a partir do momento em que utilizamos certos serviços (redes sociais, e-mails ou a própria internet), estamos a ceder uma boa fatia dos nossos dados pessoais.

Assim sendo, cabe a nós decidir se vamos estar em constante preocupação por causa dos nossos dados ou deixamos as coisas andar. É quase como no filme Matrix: vais tomar o comprimido vermelho ou o azul?

Editores 4gnews recomendam:

Comentar
António Guimarães
António Guimarães
Juntamente com os seus atuais companheiros Mi A2 e Surface Go, batalha para elucidar as massas sobre todos os acontecimentos da esfera tecnológica. "Informação é poder" é a frase que o acompanha diariamente. Talvez um dia a coloque numa t-shirt.