Xiaomi Redmi Note 11 serão os primeiros gama-média com esta característica

Bruno Coelho
Comentar

Existem características nos smartphones que associamos imediatamente a equipamentos premium. Mas fabricantes como a Xiaomi, continuam a mostrar que é possível colocar certos detalhes em terminais mais acessíveis.

A marca continua a promover a linha de smartphones Redmi Note 11, que será apresentada esta quinta-feira (28) na China. E confirmam-se os rumores de que a versão “Pro Plus” terá uma velocidade de carregamento de topo.

Xiaomi confirma carregamento de 120W na linha de smartphones Redmi Note 11

Através de cartazes publicados na rede social Weibo, a Xiaomi confirmou que o carregamento de 120W será uma das características dos novos Redmi Note 11. Mas é um detalhe que só esperamos encontrar na versão mais cara destes terminais.

xiaomi
Xiaomi confirma carregamento de 120W na linha de smartphones Redmi Note 11

Recorde-se que a Xiaomi já colocou esta característica em smartphones mais caros. O primeiro a recebê-la foi o Mi 10 Ultra, apenas lançado na China. Seguiu-se o smartphone gaming Black Shark 4. Mais recentemente, o Xiaomi 11T Pro também teve direito a carregamento de 120W.

Noutra publicação a Xiaomi confirma que o smartphone terá uma bateria de 4500mAh, dividida em duas células. Desta forma o carregamento é otimizado, e promete não degradar a bateria tão rápido. É esperado que o terminal possa ser carregado na totalidade em menos de 20 minutos.

Xiaomi confirma carregamento de 120W na linha de smartphones Redmi Note 11
Xiaomi confirma bateria de 4500mAh na linha de smartphones Redmi Note 11

Por estes dias já foi confirmado que esta linha de smartphones irá apostar em ecrã AMOLED com 120Hz de taxa de atualização, altifalantes estéreo com o ‘dedo’ da JBL e proteção Gorilla Glass Victus.

A apresentação está marcada para 28 de outubro, e podes acompanhar tudo em 4gnews.pt.

Editores 4gnews recomendam:

Bruno Coelho
Bruno Coelho
Vive entre a paixão pela escrita, a música e a tecnologia. Licenciou-se em Ciências da Comunicação na Universidade da Beira Interior em 2015, e fez parte da equipa que fundou o Jornal de Belmonte. Produziu vários podcasts independentes pelo caminho. Come especificações ao pequeno-almoço.