Xiaomi Redmi K50 Gaming vai surpreender tudo e todos com estas características

Bruno Coelho
Comentar

É já nesta quarta-feira, 16 de fevereiro, que serão oficialmente apresentados os Redmi K50 na China. A Xiaomi tem estado a promover com grande força o Redmi K50 Gaming Edition ao longo da última semana, e este promete surpreender tudo e todos.

O smartphone será parte preponderante da estratégia gaming mobile da Xiaomi para os próximos tempos. E através da rede social Weibo, a fabricante mostrou como o smartphone se vai destacar a nível de áudio.

Redmi K50 Gaming vai dar grande passo no áudio

Recorrendo a um cartaz, a Xiaomi mostra que este dará grande importância às frequências de áudio. Isto porque a maioria do áudio está na frequência de 500-2000Hz, e que frequências acima ou abaixo ficam normalmente num papel secundário.

Conseguir um bom equilíbrio entre altas e baixas frequência e difícil numa única coluna. Por isso a Redmi dividiu os altifalantes em unidades dedicadas de frequências diferentes para um som equilibrado. E em jogos de shooting isso será certamente notado pelos jogadores.

O Redmi K50 Gaming conta com duplos altifalantes simétricos, que voltam a ter o cunho da JBL. Além disso, para os fãs de consumo multimédia no smartphone, este também terá suporte para Dolby Atmos.

Espera-se assim que este smartphone possa surpreender bastante face à anterior geração, no que ao áudio diz respeito. Esta terça-feira saberemos tudo sobre um smartphone que será comandado pelo poderoso Snapdragon 8 Gen 1.

Relembro que este terá ainda direito a uma edição especial da equipa da Fórmula 1 da Mercedes. Veremos se terá em breve honras de lançamento global, sob alçada da submarca Poco ou da própria Xiaomi.

Editores 4gnews recomendam:

  • Samsung Galaxy S22 tornam Mensagens Google padrão em todo o mundo
  • Xiaomi pode ter a caminho uma surpresa no carregamento rápido
  • POCO F4 GT: as últimas confirmações para o novo telemóvel Xiaomi
Bruno Coelho
Bruno Coelho
Vive entre a paixão pela escrita, a música e a tecnologia. Licenciou-se em Ciências da Comunicação na Universidade da Beira Interior em 2015, e fez parte da equipa que fundou o Jornal de Belmonte. Produziu vários podcasts independentes pelo caminho. Come especificações ao pequeno-almoço.