Xiaomi Redmi Buds 3 Lite oficiais: auriculares Bluetooth com preço inacreditável

Bruno Coelho
Comentar

A Xiaomi já nos habituou a várias opções no segmento de auriculares Bluetooth totalmente sem fios. Durante a apresentação dos novos Redmi Note 11, a fabricante chinesa divulgou esta tarde os seus novos auriculares de gama de entrada.

Chamam-se Redmi Buds 3 Youth Edition (Lite), e parecem seguir a linha dos já “clássicos” AirDots. Disponíveis em preto, como podes ver no cartaz oficial, têm um design semelhante aos Galaxy Buds, e não parecem defraudar nas características. As drivers dinâmicas são de 6 mm, e o preço é de apenas 13 €.

Estes são os Redmi
Estes são os Redmi Buds 3 Youth Edition (Lite)

Xiaomi Redmi Buds 3 Youth Edition (Lite) com Bluetooth 5.2

A marca destaca o seu conforto e o quão estáveis e pequenos são. Foi-lhes colocado Bluetooth 5.2, o que significa que estarão sempre prontos a suar, e contam com a ligação mais rápida e estável da atualidade. Um pormenor importante é que têm certificação IP54.

A marca também aposta na autonomia destes auriculares. Promete 18 horas de autonomia, mas esses são valores com as idas ao estojo de carregamento. Cada auricular terá 5 horas de autonomia, o que é bastante aceitável. O estojo carrega via USB-C.

Buds 3 Youth Edition (Lite)
Redmi Buds 3 Youth Edition (Lite) custam 99 iuanes (13 euros) na China

Xiaomi Redmi Buds 3 Youth Edition (Lite) custam 13 € na China

O preço é mesmo o que a Xiaomi nos habituou nesta linha de produtos. São lançados na China por apenas 99 iuanes. Algo que é equivalente a 13 euros. No país natal da Xiaomi já se encontram à venda.

Por enquanto não foi revelado quando terão direito a versão global. Mas se a Xiaomi conseguir manter um preço competitivo, terão tudo para ser um sucesso. Falta obviamente serem conhecidos testes para afiançar a qualidade sonora dos mesmos, que é o mais importante.

Editores 4gnews recomendam:

Bruno Coelho
Bruno Coelho
Vive entre a paixão pela escrita, a música e a tecnologia. Licenciou-se em Ciências da Comunicação na Universidade da Beira Interior em 2015, e fez parte da equipa que fundou o Jornal de Belmonte. Produziu vários podcasts independentes pelo caminho. Come especificações ao pequeno-almoço.