Xiaomi prepara carro elétrico barato para competir com o Tesla Model 3

Rui Bacelar
Comentar

O Xiaomi Car, o primeiro carro elétrico da Xiaomi deve chegar ao mercado no final de 2024, em primeiro lugar na China. Porém, a tecnológica chinesa estará também a desenvolver um segundo modelo de veículo elétrico mais barato. Será focado na relação qualidade / preço e rivalizando com o Tesla Model 3.

A fabricante automóvel norte-americana liderada por Elon Musk reviu recentemente os preços dos Tesla Model 3 e Model Y em baixa, com bons "descontos" aplicados em Portugal. Seguindo este exemplo, a Xiaomi estará a orçar um novo carro elétrico mais acessível para atacar este segmento de mercado.

Rival do Tesla Model 3 estará a ser preparado pela Xiaomi

Xiaomi Carro elétrico

O interesse da fabricante de smartphones no segmento automóvel não é novo. Aliás, a Xiaomi já o declarou há mais de um ano e prometeu colocar um carro elétrico pronto para o mercado, nas estradas, até ao final de 2024, trabalhando atualmente para tal.

Paralelamente contudo, teremos um novo veículo elétrico mais acessível para rivalizar com o Tesla Model 3. Segundo as informações mais recentes o preço do carro será o equivalente a 45 mil dólares (face aos 300 000 yuan) na versão base.

O mesmo veículo chegará também numa versão mais apetrechada, desde 52 mil dólares (face aos 350 000 yuan) para a versão de topo desta edição mais acessível. Os valores, como os leitores mais atentos identificarão, estão muito próximos dos praticados atualmente pela Tesla.

Preço do carro elétrico barato da Xiaomi pode começar nos 45 mil dólares

Xiaomi Car

Tal como demos a conhecer em ocasião anterior na 4gnews, o Tesla Model 3 está sensivelmente nos mesmos valores - 45 mil euros em Portugal. Desse modo, é possível que a Xiaomi queira colocar um produto com valor similar no mercado assim que o mesmo estiver pronto.

Ainda de acordo com as fugas de informação, a versão mais acessível do carro elétrico da Xiaomi será alimentada por uma bateria de fosfato de ferro de lítio. A sua produção ficará entregue à BYD e seguirá o padrão de 400 V. Ademais, o veículo elétrico terá sensores desenvolvidos em parceria com a empresa alemã Continental.

Por outro lado, na sua configuração mais onerosa, o carro elétrico Xiaomi seguirá a arquitetura de 800 V. Terá, neste caso, uma bateria do tipo Qilin da CATL que, entre outras vantagens, poderá ser carregada dos 0 aos 80% em apenas 15 minutos.

Chegada às estradas apontada para 2025

Em ambos os casos - nas duas versões do veículo elétrico Xiaomi - contamos com um cockpit inteligente e dotado de processadores Qualcomm 8295. Porém, até ao momento a Xiaomi tem mantido este projeto sob um pesado véu de secretismo.

Por fim, não temos de momento informações sobre a sua autonomia média, ou velocidade de ponta e demais desempenho do veículo elétrico. Não obstante, até 2025 contamos ter mais novidades da fabricante liderada por Lei Jun.

Editores 4gnews recomendam:

Rui Bacelar
Rui Bacelar
Na escrita e comunicação repousa o gosto, nas leis a formação. Ocupa-se com a atualidade tecnológica na 4gnews. Email: ruibacelar@4gnews.pt