Xiaomi e Google "atacam" a Huawei na caixa do Xiaomi Mi 10 Pro! (ninguém esperava isto)

Filipe Alves
2 comentários

A Xiaomi acabou de atacar a Huawei num golpe que poucos acreditávamos possível. Contudo, parece que a Google também esteve envolvida nesta campanha de marketing que está a dar que falar.

Pois bem, o Xiaomi Mi 10 Pro (versão global) começa, gradualmente, a chegar ao mercado internacional e aparentemente na caixa de alguns dispositivos tem uma mensagem direcionada à Huawei.

Mensagem na caixa de alguns Xiaomi Mi 10 Pro (versão global)

Xiaomi Mi 10 Pro Huawei Google

Logo abaixo do "Mi 10 Pro" podemos ler "com fácil acesso às aplicações Google que tanto usas". Um claro ataque à Huawei que está impedida de lançar smartphones com serviços Google para o mercado devido às sanções do governo americano.

Devido a esta mensagem, a Xiaomi foi atacada por utilizadores chineses que são amantes da Huawei e seriamente nacionalistas. Estes referiram que não era digno de uma empresa chinesa atacar outra empresa do país dessa forma.

Xiaomi referiu que promoção é feita em conjunto com a Google

De forma a apaziguar os ânimos, a Xiaomi referiu publicamente que a frase introduzida na caixa do Xiaomi Mi 10 Pro foi adicionada devido a "acordos comerciais com a Google". (uhhhhh)

Ou seja, a Google parece que também tem a sua agenda. Deve-se lembrar que esta não é a primeira vez que a Google ataca a Huawei de forma subtil.

Lembro que ainda há umas semanas referimos que utilizadores de novos Huawei não estão a conseguir instalar serviços Google nos seus equipamentos porque a Google começou a restringir smartphones que não são certificados para tal.

A Huawei está a fazer todos os possíveis para contornar a situação, porém, não está a ser fácil. A marca asiática já referiu que gostava de um dia vir a ter as aplicações da Google na sua Huawei App Store (Gallery App), todavia, a Google continuou silenciosa face a essa possibilidade.

Editores 4gnews recomendam:

Filipe Alves
Filipe Alves
Fundador do projeto 4gnews e desde cedo apaixonado pela tecnologia. A trabalhar na área desde 2009 com passagens pela MEO, Fnac e CarphoneWarehouse (UK). Foi aí que ganhou a experiência que necessitava para entender as necessidades tecnológicas dos utilizadores.