xiaomi-redmi-3s-3

Se assistisses à nossa última LivePodcast, ou se a ouviste posteriormente em podcast, certamente te recordarás que a Xiaomi foi um dos temas mais debatidos da mesma. A certa altura a empresa Chinesa foi criticada por ter o costume de lançar muitas versões de um mesmo equipamento ou que simplesmente copie o design de um para outro.

Vê também: UMi Plus vende 64 mil unidades na pré-venda

   

Isto para alguns até pode ser uma coisa boa, mas para os que gostam de ver coisas novas começa a tornar-se demasiado repetitivo. Pois bem, a apelidada “Apple Chinesa” voltou a repetir a proeza.

O novo Xiaomi Redmi 3S Plus foi agora apresentado oficialmente como que uma versão dedicada ao mercado Indiano do Redmi 3S. Isto porque o equipamento, tanto a nível estético como a nível de especificações, é uma cópia exata do modelo apresentado em junho passado.

redmi-3s

Com efeito, este Xiaomi Redmi 3S Plus possui um ecrã de 5 polegadas HD, processador Snapdragon 430, 2GB de RAM e 32GB de RAM. Aqui é onde existe de facto alguma diferença relativamente ao Redmi 3S, pois este possui ainda uma variante com 3GB de RAM, algo que não acontece com o Redmi 3S Plus.

Continuando com as especificações do novo Redmi 3S Plus, este possui ainda uma câmara principal de 13MP e uma frontal de 5MP, uma bateria de 4100mAh, sensor de impressões digitais na traseira e Android 6.0 Marshamallow.

Ora este equipamento, em termos de comercialização, será um eclusivo de uma loja física Indiana, quebrando assim o padrão de vendas online que tem sido levado a cabo pela Xiaomi, o que não significa que as habituais lojas online não consigam deitar a mão a este equipamento. Em termos monetários, o Xiaomi Redmi 3S Plus custará qualquer coisa como 140€.

Talvez queiras ver:

LeEco vende meio milhão de LeEco Le Pro 3 em 15 segundos

Nokia D1C passa na Geekbench com Android 7.0

BQ Aquaris U: o evento e a chegada a Portugal dos novos BQ’s

Viaphonearena
Fontendtv
O gosto por tecnologia foi algo que esteve sempre dentro de mim. Com o crescer do mercado dos smartphones, também o meu entusiasmo com os mesmos aumentou. Já nos tempos livres, as séries são o meu principal mata-tempo.