Xiaomi 12 pode trazer grande surpresa para os fãs globais

Bruno Coelho
Comentar

As fugas de informação sobre os Xiaomi 12, próxima linha de smartphones topo de gama da fabricante chinesa, sucedem-se. E ao contrário do que aconteceu noutros anos, a Xiaomi pode trazer uma grande surpresa para os fãs globais.

Xiaomi 12 podem ser lançados globalmente em simultâneo com a China

Se até agora a fabricante chinesa lançou sempre os seus smartphones topo de gama primeiro na China, isso poderá mudar nesta geração. Isto porque os supostos Xiaomi 12 e Xiaomi 12 Pro já foram certificados pela CEE (Comunidade Económica Europeia).

Com os nomes de modelo ‘2201122G’ e ‘2201123G’, estes dois smartphones foram apanhados na listagem que podes ver abaixo. Indicando que o seu lançamento está iminente.

#Xiaomi 12 & 12 Pro listed on EEC Certification ✅Model no :-2201122G ✓2201123G ✓#Xiaomi12 #Xiaomi12Pro pic.twitter.com/Y4ijRWdiNT

— Gadgets Turbo (@GadgetsTurbo) 5 de novembro de 2021

Os smartphones deverão agora entrar na fase de produção em massa, como refere o Gizmochina. O primeiro a ser lançado será o Xiaomi 12, ainda antes do final de 2021. Contudo, à semelhança dos anos anteriores, as versões Pro e Ultra só são esperadas em 2022.

A confirmar-se este lançamento global em simultâneo com a China, será a Xiaomi a querer dar a atenção devida aos mercados globais. Recorde-se que globalmente a Xiaomi é já a segunda maior fabricante de smartphones, e o objetivo passa por chegar a número um.

Quanto ao Xiaomi 12, será o primeiro smartphone a ser lançado com o vindouro Snapdragon 898. À semelhança do seu antecessor, é esperado com um painel AMOLED curvo com resolução 2K e taxa de atualização de 120Hz.

Ao que indicam os rumores, o smartphone terá como sensor principal o Samsung ISOCELL GN5 de 50 megapixeis. E depois já ter trazido o carregamento de 120W para os mercados globais no Black Shark 4 e no Xiaomi 11T Pro, será expectável que o Xiaomi 12 também adote este padrão.

Editores 4gnews recomendam:

Bruno Coelho
Bruno Coelho
Vive entre a paixão pela escrita, a música e a tecnologia. Licenciou-se em Ciências da Comunicação na Universidade da Beira Interior em 2015, e fez parte da equipa que fundou o Jornal de Belmonte. Produziu vários podcasts independentes pelo caminho. Come especificações ao pequeno-almoço.