Xiaomi 12 pode ser o primeiro smartphone a usar este componente

Bruno Coelho
Comentar

À semelhança do que aconteceu no ano passado, a Xiaomi prepara-se para se antecipar à concorrência. A fabricante chinesa pretende fechar 2021 com o seu primeiro smartphone topo de gama para o próximo ano, e voltar a ser a fabricante a estrear o novo processador topo de gama da Qualcomm.

Segundo o leaker Digital Chat Station, a Xiaomi e a Motorola serão as primeiras duas fabricantes mobile a usar o Snapdragon 898. Embora ambas pretendam lançar smartphones antes do final do ano, este afirma que a Xiaomi será novamente a primeira do mercado a fazê-lo.

Xiaomi 12 deve estrear o Snapdragon 898. Segue-se um smartphone da Motorola

O que acontece habitualmente é que o processador topo de gama da Qualcomm para o ano seguinte é apresentado em dezembro. E nos últimos três anos Lei Jun, CEO da Xiaomi, apareceu na apresentação a confirmar que a Xiaomi seria a fabricante a estreá-lo.

O facto de a Motorola estar a preparar-se para ser a segunda fabricante a usar este processador é também um facto notório. Sem revelar o nome do equipamento, Digital Chat Station diz que o smartphone da Motorola com Snapdragon 898 também será apresentado até ao final de 2021.

Nas últimas horas o leaker Ice Universe partilhou aquelas que serão as alegadas pontuações do Snapdragon 898 na plataforma de benchmark Geekbench 5. Segundo a fonte, o mesmo consegue 1200 pontos em single-core e 3900 em multi-core.

Snapdragon898 Geekbench51200/3900

— Ice universe (@UniverseIce) 5 de novembro de 2021

Embora Ice Universe seja uma fonte credível, devemos olhar para estas pontuações com uma pitada de sal, até existirem imagens oficiais. Segundo estes números podemos esperar mais 15% de desempenho que o Snapdragon 888, e mais 5% que o Snapdragon 888+.

Editores 4gnews recomendam:

Bruno Coelho
Bruno Coelho
Vive entre a paixão pela escrita, a música e a tecnologia. Licenciou-se em Ciências da Comunicação na Universidade da Beira Interior em 2015, e fez parte da equipa que fundou o Jornal de Belmonte. Produziu vários podcasts independentes pelo caminho. Come especificações ao pequeno-almoço.