Uber suspende viagens partilhadas nos Estados Unidos e Canadá

António Guimarães
Comentar

A Uber, à semelhança de outras empresas, está a aplicar medidas preventivas contra o Coronavírus. A mais recente é a suspensão de viagens partilhadas, nos Estados Unidos e Canadá.

A decisão foi avançada pela Reuters e pela Uber no Twitter. Utilizadores nestes países deixarão de ter ativa a opção de partilha nas viagens. Embora partilhar viagens poupe dinheiro, é um risco de contágio enorme ter várias pessoas no carro.

Safety is always our priority. We are actively monitoring the Coronavirus situation and are taking steps to help keep our communities safe in all the cities that we serve.Learn more → https://t.co/zH3Yam5P7D

— Uber (@Uber) 12 de março de 2020

À medida que o Coronavírus continua a alastrar-se pelos Estados Unidos, a Uber faz o que pode. O seu vice-presidente, Andrew Macdonald afirma que a empresa está a esforçar-se para "parar o avanço da doença nas cidades onde a Uber opera".

Para já, esta medida só será implementada nos Estados Unidos e Canadá. Contudo, a empresa afirma estar a analisar os outros mercados para perceber se é necessário fazer o mesmo. Era preferível.

Concorrência não tomou as mesmas medidas

Uma das apps concorrentes ao Uber, Lyft, não tomou as mesmas medidas. A aplicação continua a oferecer a opção de partilhar viagens. Neste caso, as empresas de transporte privado deviam tomar o exemplo da Uber.

Considerando o tamanho da população nos Estados Unidos, o simples ato de partilhar uma viagem de carro pode aumentar o risco de contágio da doença. A verdade é que todo o cuidado é pouco nesta altura complicada da nossa sociedade.

Editores 4gnews recomendam:

António Guimarães
António Guimarães
Juntamente com os seus atuais companheiros Mi A2 e Surface Go, batalha para elucidar as massas sobre todos os acontecimentos da esfera tecnológica. "Informação é poder" é a frase que o acompanha diariamente. Talvez um dia a coloque numa t-shirt.