Uber projeta prejuízos até 80 milhões de dólares por causa do COVID-19

António Guimarães
Comentar

A Uber retirou as suas projeções originais de 2020 dos relatórios para investidores. A empresa afirma que para já, é impossível prever com precisão o impacto que o surto de COVID-19 vai ter no negócio da empresa de transporte privado. Contudo, as estimativas rondam os 80 milhões de dólares.

Este valor avultado é a projeção para o segundo trimestre fiscal de 2020. Durante o primeiro trimestre, a Uber projetou uma redução nas receitas até 22 milhões de dólares. Assim sendo, a tendência é, de facto, piorar. As medidas de quarentena e a redução do tráfego nas ruas são as causas óbvias da situação.

A Uber é apenas uma das empresas de transporte privado que está a ser afetado pela pandemia. Por outro lado, existe a Uber Eats, cujo negócio tem crescido exponencialmente.

dszvdv

Apesar das perdas, a Uber não parece estar preocupada

Uma perda até 80 milhões de dólares é significativa, mas a verdade é que a Uber perde dinheiro anualmente há vários anos. Em 2018, a empresa registou 1.8 mil milhões de dólares em prejuízos, com uns avultados 8.5 mil milhões em 2019. O CEO da empresa, Dara Khosrowshahi, não parece estar muito preocupado.

Ainda o mês passado, o CEO "gabou-se" que a Uber irá terminar o ano de 2020 com um lucro total de 4 mil milhões de dólares. Após fazer esse anúncio, o valor das acçõe da Uber disparou em 36%, por incrível que pareça.

Assim sendo, apesar dos prejuízos, a Uber parece ser uma empresa bastante favorável para os acionistas e investidores. Na última sexta-feira, as acções da Uber subiram em 7%, sendo que a expectativa de mercado era negativa.

Editores 4gnews recomendam:

António Guimarães
António Guimarães
Juntamente com os seus atuais companheiros Mi A2 e Surface Go, batalha para elucidar as massas sobre todos os acontecimentos da esfera tecnológica. "Informação é poder" é a frase que o acompanha diariamente. Talvez um dia a coloque numa t-shirt.