Uber e Lyft preparam batalha legal contra trabalhadores insatisfeitos

António Guimarães
Comentar

No estado da Califórnia está a ser debatida uma proposta para classificar trabalhadores das empresas Uber e Lyft como funcionários oficiais das empresas. Atualmente, estas empresas de transporte privado consideram os seus motoristas como trabalhadores independentes, prejudicando os direitos e benefícios fiscais dos mesmos.

Infelizmente, a resposta da Uber e Lyft foi criar uma contra proposta para 'livrá-los' dessa responsabilidade. A ironia é que essa contra-proposta poderá custar 60 milhões de dólares a ambas a empresas. As empresas até foram acusadas de preferir gastar milhões em tribunal do que oferecer melhores condições.

Billionaires who say they can’t pay minimum wages to their workers say they will spend tens of millions to avoid labor laws. Just pay your damn workers! https://t.co/PtyP4JZ7W0

— Lorena (@LorenaSGonzalez) 29 de agosto de 2019

Motoristas de Uber e Lyft exigem melhores condições

Durante as manifestações que começaram por volta de julho, os motoristas exigem ser reconhecidos como funcionários de ambas as empresas. Isto garante que os trabalhadores estão protegidos de melhor forma contra acidentes ou desemprego.

Os trabalhadores também querem o direito à reforma e criação de um sindicato. A verdade é que muitos cidadãos trabalham na Uber e Lyft como biscate, tendo outros empregos considerados 'normais'.

Uber e Lyft pagaram a motoristas para não fazer greves

De acordo com o Los Angeles Times, a Uber e Lyft enviou um e-mail a 'subornar' motoristas para se manifestarem a favor das empresas. Isto foi feito supostamente de forma a criar oposição à legislação para melhorar as condições dos trabalhadores e mantê-los como independentes.

Entretanto esta ação questionável não foi confirmada por nenhuma das empresas. A verdade é que o e-mail propôs atribuir créditos para pagar despesas de refeição, estacionamento e tempo aos manifestantes portanto as intenções da Uber e Lyft podem não ter sido exatamente tendenciosas.

Editores 4gnews recomendam:

Comentar
António Guimarães
António Guimarães
Juntamente com os seus atuais companheiros Mi A2 e Surface Go, batalha para elucidar as massas sobre todos os acontecimentos da esfera tecnológica. "Informação é poder" é a frase que o acompanha diariamente. Talvez um dia a coloque numa t-shirt.