Tim-Cook-and-the-hump

Durante uma entrevista à agencia de notícias norte-americana CBS, o CEO da Apple Tim Cook respondeu a várias perguntas sobre o presente, o futuro e a evolução da Apple durante os últimos anos. Quando confrontado com o nome do seu antecessor, Tim Cook disse que esta ainda era a empresa de Steve Jobs tal como ele a tinha fundado, estando o seu espírito e ADN sempre presente nos desígnios da Apple.

O jornalista da CBS fez algumas afirmações pertinentes, dizendo que o chefe de design da Apple, John Ive, partilha do ADN de Steve Jobs, sendo o responsável por manter viva a influência e a filosofia de Steve, agora que Tim Cook está encarregue de expandir os horizontes da Apple.

   
apple8
John Ive (à direita)

No decurso da entrevista tiveram oportunidade de visitar o laboratório de design da marca e não puderam deixar de reparar nas mesas cobertas com um pano negro para manter em segredo os vários protótipos que a Apple está a desenvolver. Por falar nisso, segundo John Ive foram feitos 10 protótipos do iPhone 6 e do iPhone 6 Plus até que escolheram o design final, o resultado de um longo processo de tentativa-erro e de aperfeiçoamento.

Voltando as atenções para o departamento de marketing da Apple, de acordo com o responsável máximo desse departamento, Phil Schiller, os produtos da marca competem diretamente uns com os outros. “Cada um dos nossos produtos tem que lutar por merecer a atenção dos consumidores”, declarações de Phil Schiller, “O iPhone tem que se tornar tão importante que não terás motivos para querer um iPad. O iPad tem que ser tão bom que não sentirás falta de um Notebook”. Afirmações arrojadas que provam o esforço e dedicação que a marca põe em cada um dos seus produtos ou iDevices.

Apple Watch ganhando forma
Apple Watch ganhando forma

Numa segunda parte da entrevista, Tim Cook explicou porque é que os iPhones são tão fechados, isto é, porque é que não temos uma backdoor nem tolera o jailbreak. Tudo isto se prende com a irrevogável premissa de segurança que caracteriza os seus iPhones, algo que seria comprometido “se facilitássemos o processo de jailbreak ou qualquer outro backdoor. Ainda por cima agora que os iPhones possuem informações sobre a tua saúde, dados bancários, conversas privadas e muito mais, portanto a necessidade de termos um dispositivo o mais seguro possível é cada vez mais um requisito dos consumidores.”

Referindo-se ao mercado asiático, mais concretamente à China, Tim Cook voltou a frisar a importância daquele que é o maior mercado mundial em termos de consumidores. Além disso, referiu que os salários baixos não eram a razão pela qual a Apple monta praticamente todos os seus produtos naquele país. De acordo com Tim Cook, isto prende-se com a existência de mão de obra especializada e com a perícia dos trabalhadores chineses, sendo esta um resultado do sistema de educação chinês.apple8-2O último ponto da entrevista versou sobre o futuro da Apple, tendo sido concedida uma visita guiada ao jornalista da CBS pelo futuro campus da marca. O complexo gigante em forma de donut que havia sido projetado por Steve Jobs e está agora a ganhar forma pelo pulso firme de Tim Cook. Este edifício albergará mais de 13.000 trabalhadores, terá ventilação natural que permitirá operar durante 9 meses sem aquecimento ou arrefecimento artificial. Será também povoado por painéis solares que fornecerão a grande maioria da energia para o Apple Campus II.

(Devido a problemas no código para inserir os vídeos no site, pedimos aos mais curiosos que queiram ver a entrevista e os 3 vídeos sobre o assunto que passem na fonte AQUI)

Talvez queiras ver:

😉

Viaengadget
Fontecbsnews
Quando não está a escrever um artigo ou a gravar algum vídeo, o Bacelar tem por hábito saborear um bom livro, descobrir novas bandas sonoras ou simplesmente desfrutar do sol, na companhia de quem mais gosta (MM).