Spotify vs Apple: Tudo o que precisas saber até agora!

António Guimarães

Recentemente, o Spotify iniciou um debate bastante "quente" com a gigante da tecnologia Apple. A empresa de streaming realizou uma queixa oficial à Comissão Europeia em relação às taxas aplicadas pela empresa de Cupertino.

A Apple entretanto respondeu às acusações e classificou-as simplesmente como enganadoras. A empresa da maçã afirma que o Spotify ignorou certos detalhes de forma a "fazerem-se de vítima."

apple vs spotify

Finalmente, em resposta à Apple, o Spotify afirma que era exactamente o tipo de resposta que esperava de uma empresa com "monopólio". Quem tem razão afinal? Vamos analisar este debate desde o início.

Spotify está farta de pagar as taxas por subscrição na App Store

Como é conhecimento geral, o Spotify paga uma taxa de 30% por cada subscrição feita ao seu serviço na App Store. Um valor bastante alto e é considerado abusivo por parte da empresa de streaming, o que motivou à queixa oficial.

A Apple então procedeu a salientar alguns detalhes que esclarecem melhor a questão das taxas. A empresa de Cupertino diz que o Spotify "esqueceu-se" de mencionar que a taxa dos 30% desce para metade após o primero ano de subscrição.

Adicionalmente, a Maçã realça a preferência da maioria dos utilizadores pela versão gratuita do serviço, cujas receitas provém de publicidade. Assim sendo, a Apple não vê um cêntimo dessa fatia do bolo.

spotify

O Spotify então respondeu ao dizer que esta foi uma resposta típica de uma empresa como a Apple, que acredita ser completamente inocente. A empresa afirma que a empresa de Cupertino está claramente a violar a lei ao tratar os clientes subscritores do serviço como se fossem exclusivamente seus.

"Todas as empresas que possuem monopólios dizem sempre que não fizeram nada de mal e tem apenas os interesses dos consumidores como objectivo. A sua resposta não é nada de novo e é mesmo o que estávamos à espera.

Nós fizemos esta queixa na base em que as acções da Apple prejudicam os consumidores e concorrentes e é uma clara violação da lei. Isto é evidente pela crença da Apple em que os utilizadores do Spotify dentro do iOS são clientes Apple e não Spotify. Esse assunto é o coração do problema e iremos aguardar a análise da Comissão Europeia."

Assim sendo, ambos os lados apresentaram os seus argumentos, cada um a "puxar a brasa à sua sardinha". Não acredito que se devam tomar lados neste tipo de disputas afinal, estamos a falar de lutas entre empresas e não equipas de futebol. Independentemente, iremos continuar a acompanhar esta "batalha" legal.

Editores 4gnews recomendam:

Fonte

António Guimarães
António Guimarães
Juntamente com os seus atuais companheiros Mi A2 e Surface Go, batalha para elucidar as massas sobre todos os acontecimentos da esfera tecnológica. "Informação é poder" é a frase que o acompanha diariamente. Talvez um dia a coloque numa t-shirt.