Smartphones slide foram uma 'tendência' de pouca dura

Vitor Urbano
Huawei Honor Magic 2
Smartphones slide foram uma tendência que acabou por não singrar...

Durante este ano vimos uma vez mais o mundo dos smartphones receber uma revolução enorme, com todas as fabricantes a partilharem um objetivo em comum.

Independentemente do seus objetivos mais específicos, todas as fabricantes fizeram os possíveis para conseguir oferece aos seus fãs um smartphone 'sem margens'.

Vê ainda: Huawei Mate 20 é superado no AnTuTu por este novo smartphone

A primeira grande tendência que se cimentou no mercado global foi a implementação das polémicas notches, surgindo em várias formas e tamanhos. A partir daí, foram várias as fabricantes a tentar apresentar novas abordagens inovadoras, na esperança de criar uma nova tendência.

Os smartphones slide foram uma 'tendência' de muito pouca dura

De forma a tentar revolucionar o mercado, vimos chegar o Oppo Find X com o seu mecanismo de slide automático, que permitia 'esconder' tanto o módulo fotográfico traseiro como frontal. Assim, foi dos primeiros a oferecer uma verdadeira experiência Full View. Junto com este Find X, vimos também chegar o Vivo Nex com uma câmara frontal pop-up que conseguiu também oferecer uma experiência semelhante.

Pouco tempo depois, vimos também chegar o Xiaomi Mi Mix 3 e o Honor Magic 2, apresentando um design slide (manual), fazendo acreditar que este tipo de abordagem poderia ser o nascer de uma nova tendência.

No entanto, desde cedo foram muitas as críticas e as dúvidas levantadas por este tipo de mecanismo. Não é de surpreender que os utilizadores tenham ficado 'de pé atrás' quanto à durabilidade destes mecanismos. Afinal de contas, quanto mais partes móveis o smartphone apresenta, maior é a probabilidade de vir a dar problemas...

Por isso mesmo, a maior fabricante de smartphones do mundo (Samsung) acabou por apresentar uma nova geração de ecrãs, os Infinity-O. Estes ecrãs acabaram por dar início a uma nova tendência. Colocando um pequeno 'buraco' onde fica alojada a câmara frontal do smartphone.

Smartphones slide são interessantes, mas não são o melhor investimento

Não demorou muito tempo para que outras fabricantes começassem a trabalhar também neste tipo de ecrã. O Huawei Nova 4 foi apresentado apenas alguns dias depois do primeiro smartphone da fabricante sul-coreana, o Samsung Galaxy A8s.

Smartphones slide Xiaomi Mi Mix 3 tendência

Ainda que os smartphones slide possam parecer impressionantes em termos de impacto visual e extremamente inovadores. Parece que esta é sem dúvida uma tendência destinada a durar muito pouco tempo.

Não tenho dúvidas que este tipo de smartphones irá continuar a vender e a conquistar muitos utilizadores. No entanto, não me parece que esta seja uma tendência que acabe por se tornar global. Especialmente depois da chegada dos ecrãs com um pequeno 'buraco' para a câmara selfie. Que parecem já ter conquistado os utilizadores.

Editores 4gnews recomendam:

Esquece tudo o que (achas que) sabes sobre uma escova de dentes!

Microsoft Launcher recebe atualização repleta de novidades para Android

Samsung Galaxy S10 Plus terá ecrã tão grande quanto o Galaxy Note 7

Linkas afiliados (artigo não patrocinado)

Vitor Urbano
Vitor Urbano
Sempre de mão-dada esteve a tecnologia, o desporto e o mundo gaming. Por isso, se não estiver a escrever sobre o que de novo há no mundo da tecnologia, o mais provável é estar a jogar uma partida de Ultimate Team no FIFA 19.