pixel-vs-iphone-4gnews

Hiroshi Lockheimer, responsável pelo Android, Chrome OS e Play Store afirmou publicamente que este é o objetivo dos Google Pixel. No cargo desde outubro de 2015 ele é um dos maiores responsáveis na Google e não tem receio de dizer qual é o objetivo primordial dos novos Google Pixel e Google Pixel XL. Chegar aos utilizadores de iPhone e dar-lhe todos os motivos para trocarem de plataforma.

Vê também: Pokemon Go- Dá as boas-vindas aos novos Pokemon!
Os smartphones Google Pixel têm sido bem recebidos nos principais mercados mundiais e só lamento que ainda não tenham chegado à Play Store portuguesa. Estes equipamentos vieram substituir a gama Nexus e afirmar a Google como construtora de hardware e não apenas uma empresa de software. Finalmente!

   

Desde que a Google começou a fabricar os seus próprios dispositivos que ganhou um maior controlo sobre os mesmos. Desde o suporte (software) e assistência técnica (hardware), o ritmo de chegada aos mercados e a quais mercados deverá chegar. Ah, sem esquecer o marketing, agora vemos a Google a publicitar os seus produtos nas suas várias plataformas e serviços.

Isto leva-nos ao cerne da questão, será que o Google Pixel pode competir diretamente com o Apple iPhone? Sim, sem qualquer dúvida. Veja-se que por norma os utilizadores de iPhone procuram, acima de tudo, a estabilidade do smartphone, bom suporte e assistência, aplicações livres de vírus, malware e outras complicações e uma boa interação ou convergência entre os seus computadores e os smartphones.
Por seu lado, a Google fez um excelente trabalho com o Google Pixel com um ecrã muito mais vívido (já para não falar da resolução superior), aproveita melhor o espaço com bordas menores, tem carregamento rápido, entre outros factores. Em suma, pelo mesmo preço os consumidores estariam a usufruir de um equipamento francamente superior a nível de hardware. Já a nível de software, o Google Pixel com o Android Nougat no seu estado mais puro não será um entrave para qualquer utilizador de iOS, bem pelo contrário.

Desta forma podemos ver que a Google deixou de fabricar smartphones baratos e acessíveis à grande maioria dos consumidores para se afirmar como construtora e competir frente a frente com a grande Apple.

Vê também: Passado e Futuro- o ano de 2017 para o Pixel da Google

pixel-announcement-840x469

Google Pixel é um smartphone premium que trará uma boa margem de lucro a esta gigante. É nos topos de gama que mais lucro se obtém e quando o orçamento não é uma limitação, o consumidor quer comprar o melhor equipamento e, se até agora o iPhone reinava tranquilamente, somente os Galaxy's conseguiam agitar um poucos as águas, agora a Google quer ser a grande concorrente e creio que tenha tudo para lá chegar. Isto é, se fizer chegar os seus Google Pixel e Google Pixel XL a todos os mercados em que o iPhone está presente.

Agora, mais do que nunca, sentimos que a Google está a apostar na convergência, como noticiamos há pouco, o Android Nougat pode ser a última versão deste sistema operativo e o futuro passará pelo Andromeda, uma união entre Android e Chrome OS. Desta forma resolveríamos problemas como a fragmentação enorme deste sistema operativo e tornaríamos toda a plataforma mais unida, ainda longe da integração entre iOS e Mac OS mas, sem dúvida, um passo na direção certa.

Talvez queiras ver:

IkiMobile prepara apresentação de novos smartphones

Moto X Play pode ser atualizado para o Android 7.1 Nougat em breve

Pokemon Go: Dá as boas-vindas aos novos Pokemon!




Fontetwit.tv
Quando não está a escrever um artigo ou a gravar algum vídeo, o Bacelar tem por hábito saborear um bom livro, descobrir novas bandas sonoras ou simplesmente desfrutar do sol, na companhia de quem mais gosta (MM).