Serviços Google podem regressar aos smartphones da Huawei. Percebe porquê

Carlos Oliveira
Comentar

Donald Trump proibiu as empresas americanas de fazer negócios com a Huawei, mas existe um regime especial que permite contornar esta sanção. Para isso, as empresas podem pedir uma autorização especial ao governo

Segundo uma entrevista do vice-presidente do Android Sameer Samat, a Google enviou um pedido desses ao governo norte-americano. Caso este venha a ser aceite, os serviços da Google poderão regressar aos smartphones da Huawei.

Regresso dos serviços Google aos equipamentos da Huawei está dependente do governo americano

Submetido este pedido especial para retomar as negociações com a Huawei, está tudo nas mãos de Donald Trump. Caso este autorize o retomar das conversações entre a Google e a chinesa, poderá chegar ao fim uma das principais limitações dos seus mais recentes smartphones.

Huawei P30 Pro

Enquanto na China os serviços Google não são utilizados, o cenário é totalmente diferente na Europa. No Velho Continente, este leque de aplicações é fundamental em qualquer smartphone Android. Algo que tem impedido a normal comercialização dos equipamentos da Huawei.

Aquilo que justificou a sanção imposta por Donald Trump à Huawei foi o alegado esquema de espionagem que a chinesa levaria a cabo com recurso aos seus equipamentos de rede. Ora, sendo o pedido da Google vocacionado para o software, é possível que o mesmo venha a ser atendido.

Não seria a primeira vez que Donald Trump tomaria uma medida semelhante. Também a Microsoft goza de uma licença especial para fornecer o Windows 10 aos computadores da Huawei.

Huawei já olha para um futuro sem os serviços Google

Perante a impossibilidade de aceder aos produtos da Google, a Huawei já começou a desenvolver as suas alternativas. Por isso é que surgiram os Huawei Mobile Services e uma aposta mais vincada na sua loja de aplicações AppGalerry.

Aliás, a loja de aplicações da Huawei é já a terceira mais usada em todo o mundo, apenas atrás da Play Store e da App Store. Os dados são da chinesa e, segundo eles, são já mais de 400 milhões de utilizadores mensais na AppGalerry.

Editores 4gnews recomendam:

Carlos Oliveira
Carlos Oliveira
Tendo já passado por várias casas, a 4gnews é aquela que me segura desde 2015. Com um desejo insaciável de me manter atualizado tecnologicamente, a partilha desse conhecimento é apenas o seguimento natural das coisas.