Sensor biométrico ultrasónico do Galaxy S10! O que é? Porque importa?

Filipe Alves

O sensor biométrico ultrasónico do Samsung Galaxy S10 é o primeiro num smartphone e é mais correto, rápido e eficiente do que qualquer outro no mercado. Passo a explicar.

Ainda que outros smartphones, como o Huawei Mate 20 Pro, OnePlus 6T e outros equipamento, tenham uma tecnologia idêntica, esta funciona com luz.

Sensor biométrico ultrasónico do Galaxy S10! O que é? Porque importa?

O sensor biométrico ultrasónico do Samsung Galaxy S10 dá-nos algo mais. Em vez de emitir uma luz para ler o dedo e depois desbloquear o smartphone, o sensor emite som ultrasónico de forma a conseguir ler a impressão digital.

Samsung Galaxy S10 é o primeiro com sensor biométrico ultrasónico

Isto é, não importará se tens o dedo sujo ou gordurento porque o leitor conseguirá ler à mesma. Algo que não acontece nos outro sensores biométricos.

Por exemplo, imagina um morcego. Os morcegos emitem um pequeno som que ao dar o feedback quando embate num obstáculo lhe dá uma "visão" do que está à frente. Este sensor biométrico ultrasónico do Samsung Galaxy S10 funciona da mesma forma.

Assim sendo, é muito mais complicado conseguir ultrapassar o sensor biométrico para desbloquear o equipamento.

Este é o futuro do sensor biométrico dos smartphones

Ainda que inicialmente os fabricantes trouxessem sensores que funcionam à base de luz, o sensor ultrasónico é o futuro dos sensores biométricos para os smartphones e outros equipamentos. Contudo, tem um preço ligeiramente superior.

Assim sendo, tal como aconteceu com outras tecnologias no passado, só quando a tecnologia for banal o suficiente e tiver mais concorrentes no mercado é que deveremos ver este tipo de tecnologia espalhado por mais smartphones.

Editores 4gnews recomendam:

Xiaomi revela cadeira para computador com um fantástico preço

Galaxy Fit é o novo wearable para fitness da Samsung

Samsung Galaxy Buds são oficiais! Eis os concorrentes aos Apple AirPods

Filipe Alves
Filipe Alves
Fundador do projeto 4gnews e desde cedo apaixonado pela tecnologia. A trabalhar na área desde 2009 com passagens pela MEO, Fnac e CarphoneWarehouse (UK). Foi aí que ganhou a experiência que necessitava para entender as necessidades tecnológicas dos utilizadores.