SamsungEm Setembro tivemos alguns indícios de que a Samsung estaria a planear grandes despedimentos nos seus vários sectores. Mas, na altura, esses rumores não passavam disso mesmo. Embora a própria Samsung tenha desmentido essa situação, mais relatórios indicam que cerca de mil postos de trabalho estão em risco na China.

De acordo com várias informações e relatórios vindos directamente da Coreia do Sul, terra natal da Samsung,a empresa está a planear dispensar trabalhadores a nível de gestão e executivos para cortar custos. “A prioridade de topo é poupar”. “Trabalhadores medianos com desempenhos abaixo da média estão a ser convidados a sair da empresa com compensações justas.” – segundo o relatório de um membro da Samsung.

Foi também revelado que esses cortes serão aplicados em países onde a Samsung tem fábricas e as respectivas equipas de recursos humanos estão a aconselhar os empregados a juntarem-se a um sistema de “reforma voluntária”.samsung

   

A Samsung Electronics deverá despedir cerca de 30% dos trabalhadores das áreas de Marketing, Recursos Humanos e Finanças

Finalmente, o relatório indica que, no total, a Samsung vai dispensar cerca de 30% da sua força de trabalho incluindo nos departamentos de finanças, recursos humanos e marketing.

Apesar de neste último trimestre fiscal a marca ter registado um aumento nos lucros, graças ao bom desempenho do seu sector Mobile e produção de ecrãs, para manter este crescimento sustentável das suas margens de lucro algumas restructurações são imperativas. Cortar na despesa, eliminando postos de trabalho que não estejam a cumprir as metas de produtividade da empresa, é uma decisão cada vez mais frequente entre as grandes marcas e fabricantes de dispositivos móveis.

Talvez queiras ver:

😉