Samsung Galaxy S8+ poderá vender mais que o Galaxy S8

Eduardo Silva
Samsung Galaxy S8 e S8+samsung galaxy s8

Os novos Samsung Galaxy S8 e Samsung Galaxy S8+ são os terminais do momento. Apresentados há quase um mês, mesmo as noticias sobre os mesmos têm fluido entre a imprensa e os vários blogs sobre tecnologia, com vários elogios e sendo considerando o expoente máximo do smartphone até ao momento.

Com o novo Infinity Display, estes terminais com telas Quad HD de 5.8 e 6.2 polegadas prometem ser um sucesso nas vendas, mesmo considerando o seu elevado preço (acima de 800 euros). A surpresa aqui poderá passar por qual dos dois será o mais vendido.

Ver ainda: Samsung Galaxy S8: Os segredos bem guardados da sua câmara frontal

Enquanto que poderias pensar que a versão "normal" do Galaxy S8 seria a mais procurada, muitos analistas pensam o contrário. Segundo a Yuanta Securities Korea Co., as vendas de ambos deverão atingir os 50.4 milhões de unidades. No entanto, desse número, o Samsung Galaxy S8+ deverá representar uma fatia de 27.1 milhões, ou seja, 53% das vendas totais.

Isto é justificado pela crescente procura por terminais com maior ecrã. É fácil de perceber o porquê desta tendência: ecrãs maiores significam uma melhor experiência em gaming e consumo de multimédia, sendo que estes terminais cada vez maiores tendem a substituir os tablets, que têm sido redirecionados para novas funções como substituir computadores portáteis enquanto oferecem maior portabilidade.

Para além disto, smartphones maiores significam, normalmente, uma bateria com maior capacidade. É precisamente o caso com estes terminais, com o Samsung Galaxy S8+ a incorporar uma bateria de 3500 mAh, um pouco maior que a bateria de 3000 mAh do Galaxy S8.

Estes dados são inspirados nas anteriores gerações da linha Galaxy S. Tanto com o Galaxy S6 como com o Galaxy S7, a procura direcionou-se para as variantes com maior ecrã e isto poderá dizer muito quanto às preferências dos consumidores.

Há que ter, no entanto, dois pontos em consideração. Nas passadas gerações, os ecrãs curvos eram restritos a variantes com ecrã maior, sendo a versão Edge bastante procurada por quem quer um terminal "especial". Por outro lado, o Galaxy S8 traz já um ecrã de 5.8 polegadas, o que, para a maioria, será já um ecrã bem grande, algo que outras gerações não ofereciam (Galaxy S6 e GalaxyS7 traziam ecrãs de 5.1 polegadas).

Acrescentando a estes pontos, fica a favor do Galaxy S8 o seu maior conforto na mão, que pode perfeitamente ser utilizado sem ser necessário recorrer a duas mãos. Estes dados sobre as vendas do Galaxy S8+ poderão também ser reflexo da maior procura da variante na Ásia, onde este tem uma variante com 6GB de RAM e 128GB de memória interna, tornando-o, naturalmente, muito apetecível para quem deseja obter o melhor do melhor.

Qual das variantes do Samsung Galaxy S8 preferes? Deixa nos comentários a tua opinião e continua a seguir a 4gnews para mais novidades.

Outros temas relevantes:

Versão recondicionada do Galaxy Note 7 recebe certificado Wi-Fi

Samsung Galaxy Note 8 poderá ser apresentado na IFA em Berlim

Galaxy J3 2017: O próximo smartphone económico da Samsung