Samsung Galaxy S21 desvalorizaram muito mais que os Apple iPhone 12

Rui Bacelar
Comentar

Segundo um novo estudo levado a cabo pela empresa SellCell, a gama Samsung Galaxy S21 de smartphones Android, com os seus mais recentes topos de gama, desvalorizou até 57% desde a sua apresentação a 21 de janeiro de 2021.

Em contraste, a gama de telefones Apple iPhone 12 manteve mais 22,4% do seu valor face aos Galaxy S21, apesar de terem sido apresentados há mais tempo, em novembro de 2020. Serão os telefones iOS a compra acertada? Os números são esclarecedores.

Todos os smartphones desvalorizam, alguns mais que outros

Samsung Galaxy S21
A gama de smartphones Galaxy S21 foi apresentada em janeiro de 2021.

Ainda que valor dos produtos vem a deteriorar-se com o passar do tempo, os utilizadores da gama Samsung Galaxy S21 estão aqui em desvantagem. Caso pretendam vender o seu smartphone, a desvalorização do produto é acentuada face aos iPhone 12.

Com ambas as fabricantes a degladiarem-se pela posição cimeira no mercado mobile, a Apple tem excelente reputação neste quesito. Os seus iPhone são mais procurados no mercado de segunda-mão, algo importante para determinados utilizadores.

Esta reputação é assim conformada pelo estudo de mercado levado a cabo pela SellCell, empresa especializada na venda e retoma de smartphones. Veja-se a propósito a tabela de valores para a gama de smartphones Samsung Galaxy S21.

Os telefones Galaxy S21 perderam cerca de 50% do seu valor

Samsung Galaxy S21
Variação de preços da gama Galaxy S21 entre janeiro e abril de 2021. Crédito: SellCell

Os dados apresentados referem-se ao mercado norte-americano, comparando o preço recomendado de venda ao público aquando do lançamento dos smartphones vs o preço máximo do mesmo telefone no mercado de segunda mão.

Mais sucintamente, entre os meses de janeiro a abril de 2021, os Samsung Galaxy S21 desvalorizaram até 57,1% no caso do S21 5G (128 GB). O modelo que menos desvalorizou foi o Samsung Galaxy S21 5G (128 GB) que perdeu 44,8% do valor.

A desvalorização mensal mais acentuada regista-se no modelo de entrada, o Samsung Galaxy S21 5G (128 GB) que perdeu 19% do valor de mês para mês.

O iPhone 12 Pro com 512 GB foi o telefone Apple que mais desvalorizou

Apple iPhone 12 Pro
A gama de smartphones iPhone 12 foi apresentada em novembro de 2020.

Atentando nos telefones da maçã, o modelo que mais desvalorizou foi o iPhone 12 Pro com a configuração máxima de armazenamento interno (512 GB). Esta versão perdeu 33,7% do seu valor, empatando com o iPhone 12 de 64 GB.

Por outro lado, o telefone Apple que melhor manteve o seu valor foi o iPhone 12 Pro Max de 128 GB, a versão base. Isto mostra-nos também que é um dos smartphones mais procurados do mercado, especialmente com os 128 GB de armazenamento.

Em todo o caso, a taxa de depreciação mensal não ultrapassou os 10% nos telefones Apple, sendo mais acentuada nos iPhone 12 mini que chegaram mais tarde ao mercado. O valor mínimo de depreciação mensal foi de 3,6% no iPhone 12 Pro Max (128 GB).

A lealdade à marca é um dos fatores apontados para os bons resultados da Apple

SellCell Review: Is This Phone Trade-In Tool 100% Legit? - https://t.co/cERVQ2XDkL pic.twitter.com/3VnPJevN6B

— KYM UK (@KnowYourMobile) 23 de março de 2021

De acordo com a autora do estudo, a lealdade dos consumidores à marca ajuda a explicar estas disparidades. Desse modo, mesmo após o período inicial de vendas, a procura pelos seus iPhone continua a fazer-se sentir o que ajuda a manter o seu valor.

Isto aplica-se não só ao mercado de novos telefones, mas também e sobretudo no mercado de segunda mão. Em síntese, o iPhone tende a manter o seu valor com o passar do tempo, fazendo-o como nenhum outro rival.

Os dados são apontados pela SellCell, empresa dos Estados Unidos da América, atualmente o terceiro maior mercado mundial de smartphones.

Editores 4gnews recomendam:

Rui Bacelar
Rui Bacelar
Na escrita e comunicação repousa o gosto, nas leis a formação. É na tecnologia que encontrou o seu expoente máximo e na 4gnews a plataforma ideal para a redação e produção de vídeo.