Samsung Galaxy S21 abandonará um sensor relevante nas suas câmaras

Filipe Alves
Comentar

Ao que parece, a Samsung tem planos um pouco diferentes para o Samsung Galaxy S21 (ou S30). Principalmente para as suas câmaras.

De acordo com as mais recentes informações, a empresa asiática poderá abandonar o sensor ToF (Time of Flight) nos seus próximos smartphones topo de gama. Lembro que os novos Note 20 já não oferecem esta tecnologia.

Para que servem os sensores ToF nos smartphones

Samsung Galaxy smartphones sensores câmara

Estes sensores parecem câmaras, porém, tem um propósito um pouco diferente. O objetivo desta lente é "medir" a distância entre o smartphone e os objetos que estão a ser fotografados.

Para já a tecnologia tem servido para nos dar o efeito "modo retrato" com maior qualidade, porém, as possibilidades são muitas. Principalmente com Realidade Aumentada.

Segundo as informações, os sensores ToF não conseguem competir com os próximos sensores LiDAR da Apple. Um sensor para a câmara que ajuda seriamente na Realidade Aumentada e a definir a distância dos objetos. Aliás, o novo iPad Pro já conta com esta tecnologia e os próximos serão os iPhone 12.

Visto que a Apple tem uma parceria exclusiva com a Sony, empresa que fabrica os tais sensores LiDAR, não há forma da Samsung conseguir oferecer o mesmo.

Samsung está a trabalhar numa estratégia diferente

Porém, a Samsung continua na evolução da tecnologia. As informações garantem que a Samsung está a trabalhar na sua tecnologia concorrente chamada "LSI". Todavia, pouco sabemos sobre esta nova característica para os smartphones e outros gadgets.

Ao que parece, a Samsung deixará que a Apple lance a tecnologia e vai perceber como é que o mercado se adapta e se vale a pena investir na tecnologia para os seus smartphones. Uma jogada inteligente e um pouco com a filosofia da Apple. Esperar para ver.

Editores 4gnews recomendam:

Filipe Alves
Filipe Alves
Fundador do projeto 4gnews e desde cedo apaixonado pela tecnologia. A trabalhar na área desde 2009 com passagens pela MEO, Fnac e CarphoneWarehouse (UK). Foi aí que ganhou a experiência que necessitava para entender as necessidades tecnológicas dos utilizadores.