Samsung Galaxy Book

Durante o Mobile World Congress deste ano, em Barcelona, embora a Samsung revelou os seus novos Galaxy Book. Embora não tenhamos visto os Galaxy S8 em ação, algo que acontecerá no dia 29 deste mês, ficámos a conhecer aqueles que serão os concorrentes ao Surface da Microsoft com o emblema da empresa sul-coreana.

Olhando, mais concretamente, para o maior dos dois modelos, vemos que este espelha um excelente trabalho de casa por parte da Samsung, uma vez que esta parece ter conseguido unir aquilo que é um iPad e um Surface num só produto.

   

Esse tablet, que em conjunto com o teclado o transforma num pequeno portátil, tem um ecrã Super AMOLED de 12 polegadas e duas câmaras, frontal e traseira, de 5MP e 13MP, respetivamente. A Samsung diz que o maior modelo dos Galaxy Book suporta ainda uma autonomia de até 10,5 horas e, para além disso, um carregamento rápido.

A sua autonomia não é comprometida pelo desempenho que, olhando apenas para o papel, deverá ser bastante satisfatório. Isto porque, neste caso, estamos a olhar para um híbrido com um processador Intel Core i5 de 7.ª geração, acompanhado de 8GB de RAM. Por último, o que o torna diferente de toda a restante oferta de várias marcas neste mercado é que, como acontece (ou acontecia) com o Galaxy Note, o Galaxy Book vem acompanho de uma S-Pen e uma exclusividade de recursos.

Vê também: Galaxy S8: fase de pré-venda começará a 29 de março na Europa

O único aspeto desconhecido até então tem que ver com o seu preço. A Samsung deverá ser coerente e, mais do que isso, inteligente. Não será difícil aplicar um preço inferior ao do Surface Pro 4, por exemplo. E, a cereja no topo do bolo seria mesmo tabelar o seu preço a um valor semelhante ao dos iPad da Apple. Afinal, estamos a falar de um terminal com Windows 10.

Outros assuntos relevantes:

Nokia 3 e Nokia 5 dual SIM terão slot independente para microSD

Samsung Gear S3: Versão Relógio de Bolso que é um sonho!

Imagens oficiais mostram o Samsung Galaxy S8 em dourado