Samsung confirma transição para o Wear OS nos seus smartwatches

Carlos Oliveira
Comentar

Há várias semanas que os rumores sustentavam o abandono do Tizen OS nos smartwatches da Samsung. Esses rumores confirmaram-se hoje com a sul-coreana a confirmar a transição para o Wear OS.

A novidade foi dada por Janghyun Yoon, responsável máximo pelo desenvolvimento de software na Samsung. Foi da sua boca que chegou a confirmação de que os próximos Galaxy Watch usarão o Wear OS da Google como sistema operativo.

Estas afirmações servem apenas para confirmar aquilo que já todos suspeitavam. Era já dado como praticamente certa a transição para o sistema operativo da Google e só nos resta agora saber quais serão os primeiros modelos a protagonizar esta mudança.

Galaxy Watch 3

Yoon não avançou com os primeiros Galaxy Watch a abraçar a plataforma da Google. No entanto, tudo aponta que isso deverá acontecer ainda este ano, com o lançamento dos Galaxy Watch 4 e Galaxy Watch Active 4.

Esta mudança também não impressiona porque a Samsung foi parceira da Google no desenvolvimento da nova versão do Wear OS. Por isso, a sul-coreana não poderia escusar-se do uso de um software que ela própria ajudou a desenvolver.

Modelos com Tizen OS continuarão a ser suportados

Para descanso de todos os que possuem um Galaxy Watch com Tizen OS, Janghyun Yoon deixa garantias de que esses modelos não serão esquecidos. Em boa verdade, o executivo anuncia que os mesmos terão três anos de atualizações.

Esta janela de suporte terá início no ano em que o modelo em questão foi lançado. Significa que se compras-te um Galaxy Watch 3, continuarás a receber atualizações até 2023.

Tudo aponta para que a Samsung revele os seus próximos smartwatches este verão. O anúncio deverá ocorrer aquando da nova linha de dobráveis da marca, cuja apresentação é equacionada para julho.

Editores 4gnews recomendam:

Carlos Oliveira
Carlos Oliveira
Tendo já passado por várias casas, a 4gnews é aquela que me segura desde 2015. Com um desejo insaciável de me manter atualizado tecnologicamente, a partilha desse conhecimento é apenas o seguimento natural das coisas.