Realme Pad ou Realme Tab, qual é o melhor nome para o próximo tablet Android

Rui Bacelar
Comentar

O mercado dos tablets Android e iOS voltou a despertar após anos de estagnação. A causa? A generalização da pandemia da COVID-19 que obrigou parte da população a alterar as suas rotinas de trabalho, lazer e entretenimento com os tablets a serem procurados.

Perante este novo paradigma, também a Realme, sub-marca da OPPO, procura agora lançar um produto neste mercado. A fabricante está ativamente à procura de um bom nome para o seu equipamento, sondando o público através das suas redes sociais.

O mercado de tablets voltou a crescer em 2021

iPad

Ainda que este mercado seja amplamente dominado pelos iPad da Apple, de acordo com as agências de análise de mercado, há um interesse renovado das fabricantes Android no setor.

À medida que a procura volta a aumentar, com um maior apetite por grandes ecrãs onde seja possível trabalhar, processar texto e, ao final do dia, desfrutar de conteúdos multimédia, regista-se já uma retoma neste setor.

Ilustrando esta premissa, muito recentemente a Huawei lançou duas novas linhas de tablets para trabalho e lazer, ao passo que a Xiaomi também já confirmou estar a desenvolver um produto seu, o próximo Mi Pad.

Realme Pad, que tal este nome?

Realme Pad

A questão foi levantada pelo responsável máximo de marketing da Realme Índia e Europa. A publicação denota categoricamente o interesse da fabricante neste tipo de produtos, estando a mesma à procura de um nome adequado ao seu tablet.

Será, caso se venha efetivamente a produzir, o primeiro tablet Android da Realme. Posto isto, a tecnológica colhe assim feedback do público com o intuito de perceber que tipo de receção poderia ter um gadget deste género.

Mais recentemente, o executivo da Realme replicou a questão, desta vez apontando já dois nomes. Entre "Realme Pad", mais similar aos produtos da Apple com os seus iPad, ou "Realme Tab", nomenclatura mais popular no mercado Android.

Realme tablet

Os seguidores da Realme e do seu executivo acabaram por depositar a sua preferência na nomenclatura "Realme Tab" com 54,8% das votações.. Esta foi a última publicação do responsável da marca no contexto deste produto, não existindo deste então mais informações.

Também recentemente, a marca publicou um questionário onde era referido um computador portátil. Ora, isto pode significar que a tecnológica estaria igualmente interessada nesta categoria de produtos e, possivelmente, a desenvolver um equipamento.

Podemos também apontar que, a serem apresentados, ambos os produtos chegariam ao mercado indiano e com grande probabilidade, também à Europa. Este é o propósito da Realme, trazer os seus produtos para mercados fora da China, ajudando também a espalhar a presença da OPPO, a sua casa-mãe, fora do país natal.

O tablet Android Realme pode chegar à Europa

Mantendo-se a elevada procura por grandes ecrãs o lançamento de um tablet Realme encontra justificação. Nesse sentido apontam as agências de análise de mercado, dando conta da forte competição no mercado chinês entre a Apple, Samsung e Huawei.

Assim, com o mercado caseiro já bastante povoado, a Realme deve manter a sua estratégia de expansão na Índia e Europa. Na prática, é muito provável que o seu próximo produto, caso venha a ser produzido, chegue também aos consumidores europeus.

Em jeito de nota pessoal, considero extremamente provável a apresentação de um Realme Tab. O produto deverá primar pela relação preço / qualidade, apostando num ecrã de alta definição, bom processador e qualidade de construção aceitável.

O seu preço, claro, é para já uma perfeita incógnita, mas deverá ser propositadamente competitivo para fazer frente a um expectável Xiaomi Mi Pad 5.

A Realme tem ainda um longo caminho pela frente, sendo uma fabricante jovem, sobretudo neste mercado dos tablets onde não tem experiência. Não obstante, com o auxílio da OPPO é plausível que venha a lançar o seu primeiro tablet Android em 2021.

Editores 4gnews recomendam:

Rui Bacelar
Rui Bacelar
Na escrita e comunicação repousa o gosto, nas leis a formação. É na tecnologia que encontrou o seu expoente máximo e na 4gnews a plataforma ideal para a redação e produção de vídeo.