Qualcomm Snapdragon Wear 3100 é oficial e aposta forte na autonomia

Carlos Oliveira
Qualcomm Snapdragon Wear 3100
Eis que temos um novo processador para o mercado dos smartwatches

Depois de anos de espera, eis que a norte-americana nos dá um novo processador para smartwatches. Tal como estava previsto, foi hoje anunciado o novo processador Qualcomm Snapdragon Wear 3100. Mas será isto o suficiente para revitalizar o mercado dos smartwatches?

Podemos dizer com toda a certeza que o mercado dos smartwatches já não é o que era. O entusiasmo com estes pedaços de tecnologia foi-se perdendo aos poucos e hoje em dia são cada vez menos as marcas que apostam neste segmento.

Vê ainda: Smartphone dobrável: Samsung volta a trocar-nos as voltas…

Há uns tempos escrevemos um artigo no qual nos propusemos a refletir sobre quem poderia ter culpa neste cenário. Uma das potenciais culpadas poderia ser mesmo a Qualcomm com o seu suposto esquecimento deste mercado.

O único processador que a empresa norte-americana havia lançado para este tipo de gadgets estava já bastante ultrapassado. O Snapdragon Wear 2100 utilizava tecnologias com vários anos e isso não era, de certeza, o cenário mais animador para consumidores e empresas tecnológicas.

Qualcomm Snapdragon Wear 3100 foi oficialmente apresentado

Com efeito, o mercado esperava com ansiedade a apresentação do novo Qualcomm Snapdragon Wear 3100. Há uma réstia de esperança que este SoC possa mudar o cenário pouco animador que assistimos no dia de hoje.

No entanto, depois de conhecido este processador, nem tudo são boas notícias. O Qualcomm Snapdragon Wear 3100 chega com quatro núcleos de processamento, todavia, baseados no Cortex-A7. Este é precisamente o mesmo tipo de núcleos utilizado no Snapdragon Wear 2100 de 2016.

Em contrapartida, este Wear 3100 vem equipado com um processador secundário Qualcomm QCC1110. Este ficará encarregue das tarefas menos exigentes como o ecrã, audio e sensores. Algo que, certamente, ajudará a aumentar autonomia destes gadgets.

E por falar em autonomia, esta é a principal novidade deste novo processador da norte-americana. De acordo com a Qualcomm, o Snapdragon Wear 3100 deverá oferecer um aumento de autonomia de 4 a 12 horas, quando comparado com o seu antecessor.

Claro que o tempo alcançado irá depender de vários factores. No entanto, a Qualcomm dá-nos alguns exemplos. Um smartwatch com o Snapdragon Wear 3100 e uma bateria de 450mAh, deverá aguentar até 15 horas com GPS e sensor de batimentos cardíacos sempre ativos.

Por fim, mas não menos importante, este SoC suportará conectividade LTE. Numa rede 4G, as velocidades serão de até 1 Gbps em download e 150 Mbps em upload. Este processador encontra-se já em fase de produção em massa e as tecnológicas podem adquiri-lo a partir de hoje.

Editores 4gnews recomendam:

Huawei poderá trazer gravação de chamada aos seus smartphones

Android. LG V40 ThinQ está mesmo aí à porta!

Google Go bate os 10 milhões de downloads! Previsto o sucesso dos ‘Go’

Fonte

Carlos Oliveira
Carlos Oliveira
Tendo já passado por várias casas, a 4gnews é aquela que me segura desde 2015. Com um desejo insaciável de me manter atualizado tecnologicamente, a partilha desse conhecimento é apenas o seguimento natural das coisas.